Dois jogos, dois empates para fechar a jornada. No último jogo do dia e da jornada, o Famalicão empatou a zeros com o SC Braga e os bracarenses vêem o Sporting isolar-se no terceiro posto com mais dois pontos.

Num jogo onde o SC Braga até foi mais perigoso, a equipa de Custódio não foi além do empate e continua sem vencer desde a retoma do campeonato. Já o Famalicão perdeu pontos pela primeira vez depois do regresso da I Liga, depois de duas vitórias consecutivas.

O Famalicão começou por causar perigo nos primeiros minutos da partida: Guga Rodrigues atirou de fora de área aos dois minutos e Toni Martinez, aos nove minutos, após canto de Centelles atirou ao lado. Os 'guerreiros' responderam na mesma moeda, com Paulinho ,no minuto seguinte, a atirar ao lado da baliza de Vaná.

O SC Braga ia causando mais perigo, procurando de imediato a baliza 'famalicense' assim que tinha a posse de bola. Por outro lado, o Famalicão mostrava mais calma na hora do ataque, numa abordagem menos direta.

A melhor oportunidade do primeiro tempo pertenceu mesmo ao SC Braga, quando o cruzamento de Esgaio foi direto à cabeça de Paulinho que dentro da grande área atirou contra Nehuen. Esgaio na recarga atirou por cima.

Já no cair do pano, após livre do SC Braga, Trancão recebe a bola à entrada da área mas atira ao lado.

A segunda parte começou sem mexidas nas equipas, e com um SC Braga a chegar mais vezes à grande área do Famalicão, mas com pouca definição no último passe, acabando por não criar perigo.

Aos 53', após lançamento de linha lateral, Toni Martinez liberta-se da defesa 'bracarense' e entra na grande área, onde encontra Matheus entre si e a baliza. Ao tentar afastar-se do guarda-redes brasileiro acaba por tocar demasiado forte e permitir o corte de David Carmo.

No lance seguinte, o SC Braga ganha um livre direto em posição perigosa. Na marcação, Ricardo Horta atirou ao poste da baliza de Vaná.

Ao minuto 59, Paulinho acaba por colocar a bola no fundo da baliza, mas o lance foi de imediato invalidado por posição irregular do ponta de lança.

Os bracarenses tinham mais bola e o Famalicão tinha dificuldades em sair a jogar e João Pedro Sousa fez entrar Gustavo Assunção e Walterson para os lugares de Guga e Lameiras.

Aos 73 minutos, Sequeira bateu livre lateral a favor dos 'guerreiros' mas não apareceu ninguém para desviar para a fundo das redes e a bola acabou por sair.

O Famalicão não dava sinais de conseguir responder e ficava à espera do SC Braga que continuava a jogar em sentido único e aos 79' cheirou o golo em Famalicão. Esgaio coloca em Ricardo Horta, já dentro de área, que assiste para Trincão que no meio da área atirou por cima.

Os últimos minutos mostraram o primeiro lance de perigo do Famalicão na segunda parte, com Diogo Gonçalves aos 86 minutos, a obrigar Matheus a um defesa a dois tempos que acabou por dar canto para a equipa da casa, que não trouxe perigo.

Aos 89', Paulinho caiu na grande área e ficou a pedir penalti. Hugo Miguel nada marcou e o VAR confirmou a decisão do juiz da partida.

O Famalicão ficou reduzido a 10 aos 90+2', quando Patrick William, que tinha entrado aos 80 minutos, viu o segundo amarelo depois de ter visto o primeiro aos 84'.

Com este resultado o SC Braga deixa fugir o Sporting na 3.ª posição da tabela, deixando os leões com mais dois pontos que os guerreiros. O Famalicão ganha um ponto ao Rio Ave e fica agora com três pontos de vantagem no 5.º lugar.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.