Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, fez a antevisão ao jogo de amanhã, frente ao Tondela, a contar para a 26.ª jornada da Primeira Liga.

O técnico portista realçou o pouco tempo de descanso que a equipa teve antes da partida em Tondela, mas que terá de arranjar soluções. O técnico considerou ainda que o jogo com o emblema 'beirão' é mais uma final para os Dragões, abordando ainda a redução de diferença para o Sporting na última jornada.

Tondela: "Esperamos dificuldades de equipas que são bem orientadas, que têm um plantel com qualidade individual e que, principalmente em casa, tem feito um campeonato muito bom, acima da média. Fez 21, 23 pontos em casa, sofreu poucos golos mostrando essa consistência e força em casa. Olho para essas estatísticas e vejo que o Tondela é um pouco mais forte em casa. Os jogos são todos diferentes, vamos dar uma boa resposta dentro de um cenário que todos sabemos que é difícil, não só pela equipa do Tondela, mas pelas poucas horas de descanso e hoje ainda vamos viajar para Tondela. Compreensível, para mim, não é. Se acabamos o campeonato a 19 de maio, porque não acaba-lo três ou quatro dias depois e uma jornada estender-se, defendendo as equipas que estão na Europa. (...) Acredito que muitos não acreditassem numa equipa portuguesa na fase avançada das competições europeias, mas mesmo na Liga Europa se alguma tivesse ido em frente ainda era um cenário pior. É um contexto difícil, mas temos de arranjar soluções"

Separar Champions e Liga: "É um jogo importante para nós, à medida que caminhamos para o final do campeonato, os jogos ganham outro peso. É uma final para nós, é um jogo em que temos de dar uma resposta positiva, independente do contexto difícil. Essa gestáo e essa mentalidade tem de estar presente, estamos a pouco mais de um mês do fim do campeonato e os jogos ganham um peso maior"

Sergio Oliveira: "Tenho de olhar para os jogadores disponíveis. O Sérgio ainda não sabemos da sua disponibilidade para o jogo. Olho para aquilo que é a forma como vamos encarar o jogo, a estratégia que tenho de delinear para seremos competentes e ganharmos os três pontos. Depois os elementos que vão alinhar serão os que me dão mais garantias"

'Tropeções' do Sporting: "Nós olhamos muito para aquilo que somos nós e se temos de encontrar alguns dos pontos deixados, também vamos encontrar motivação. Também me estou a lembrar que houve jogos em que perdemos pontos e em que nada previa que os perdêssemos e não foi, sinceramente, por culpa da equipa. O que passou, passou, é olhar para o que podemos e queremos fazer no resto do campeonato. Eu espero que este resto de campeonato corra da melhor forma para toda a gente, todos os agentes intervenientes diretos num jogo e que os atores principais sejam os jogadores. O que eu quero é que os jogadores estejam no máximo, sabendo o que estamos a jogar e que estamos a meio de uma eliminatória da Liga dos Campeões"

"É preciso saber gerir, que os jogadores tenham uma mentalidade muito forte. Só assim vamos conseguir dar uma boa resposta em Tondela, esse é o principal objetivo. Mas não podemos apagar o que vem a seguir e o que veio antes. Tudo o que se passou no campeonato, perda de pontos nossos e dos adversários, isso no final faremos as contas e a equipa que perder menos pontos ganha o campeonato e há que dar os parabéns"

"Obviamente estamos atentos ao que os adversários fazem e ficamos satisfeitos com o encurtar dessa diferença. Obviamente que sim. Mas se não dermos uma resposta amanhã, essa alegria passa a uma desilusão grande"

Taremi: "Os jogadores passam por períodos bons, menos bons durante a época. Têm momentos em que sem procurarem muito o golo aparece, e outros em que isso não acontece e trabalhasse muito. O importante para mim é que os jogadores que entram em campo façam o que lhes é pedido. Depois se é o Taremi, o António, o João a fazer o golo, desde que o ganhe, não há problema"

Caso positivo de COVID-19 de Diogo Costa: "Ontem fizemos os testes, está tudo negativo. Estão aí alguns membros do staff positivos, mas não fazem tanta falta como os jogadores"

Gruijc: "O Gruijc fez uma exibição que a mim me agradou muito. Fico com dores de cabeça é com pessoas que têm a sua forma de ver o futebol e que acham que ele não fez um bom jogo e que o Sérgio Oliveira fez falta. São jogadores diferentes, mas aquilo que foi pedido ele cumpriu na integra"

*Última atualização às 12h43

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.