Sérgio Conceição analisou em conferência de imprensa o triunfo frente ao Benfica.

Análise

"Tinha que haver um grande FC Porto para ganhar ao Benfica. Na antevisão do jogo estava confiante e tranquilo. O que eu me apercebi era que tínhamos que fazer um grande e limitar ao máximo os pontos fortes do Benfica. Entrámos no jogo a pressionar. O momento foi importante para nós. O duplo pivot limitou o espaço entrelinhas do Benfica. Em termos ofensivos, tivemos critério no nosso processo. É inequívoca a vitória sobre o Benfica.

Encontro o onze de eleição?

Não, o Otávio entrou e fez a assistência para o golo de Marega. O Tiquinho deu-nos alguma tranquilidade e segurou a bola no ataque. O Manafá entrou para a esquerda, porque percebi que eles tinham caudal pelo lado direito. Não somos de andar desesperados. Nós ontem não eramos os piores e hoje não somos os melhores. Ganhamos ao rival histórico, mas não vale mais do que três pontos."

Fragilidades que viu no Benfica?

Eu sou o dono da minha cabeça. Não abdiquei dos dois avançados. Não só da capacidade do jogo ofensivo, mas do trabalho que temos em termos defensivo. O Rafa e o Pizzi exploram bem o corredor central. Era importante travar o Rafa [Não à pancada] como fizeram fazer crer. Era explorar o espaço central e criámos seis ou sete oportunidades. O Benfica é uma equipa com capacidade para chegar de forma ligada."

Vencer na Luz tem importância extra

"É a confiança do que é o nosso trabalho. Individualmente eles sabem o trabalho que se faz aqui. Facilmente um treinador passe de besta a bestial de forma incrível. Existe uma facilidade incrível de comentar algo. Não dependemos disso. O nosso foco no trabalho diário."

Tendência do FC Porto em vencer aqui?

"Vim cá ganhei, vim cá perdi. É o ambiente que se vive e que se cria à volta dos clássicos. À volta dos dérbis, dos clássicos. Os jogos em termos mediáticos são diferentes. Sentem que é um jogo importantes. Não são decisivos. Há um ambiente diferente, mas não é essa a ambição."

Sensação de que houve um banho tático.

"Tentámos explorar as debilidades do Benfica. Foi a vitória mais categórica que eu me lembro de ver uma equipa a chegar a dominar o adversário. Dia menos bom do Benfica e melhor do FC Porto. Mas a equipa de Bruno já deu mostra que pode mais."

Bruno Lage vs Sérgio Conceição

"Jogou o FC Porto contra o Benfica, há umas semanas quando perdemos era o mesmo treinador, não mudou nada. Os jogadores foram fantásticos. FC Porto 2-0 Benfica. Não gosto de individualizar."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.