O FC Porto entra na última jornada com dois pontos de desvantagem sobre o líder Benfica e para ser campeão, além de estar obrigado a vencer o Sporting no Estádio do Dragão, os encarnados teriam de perder em casa com o Santa Clara.

"É um clássico. Esperamos nestes tipo de partidas bons jogos, dentro daquilo que são duas equipas competitivas. Espere que possamos no final do jogo estar contentes no sentido de ganharmos os três pontos e percebermos que o rival tenha perdido três pontos. Temos de ganhar o nosso jogo e depois vemos o que acontece", disse, esta sexta-feita, Sérgio Conceição, na conferência de imprensa do Centro de Treinos do Olival.

"Sabemos que é difícil que isso aconteça, mas há uma coisa que lhe digo: Não atiramos a toalha ao chão. No FC Porto ninguém desiste. Ninguém vai para o jogo a pensar que já acabou. Há dois títulos em disputa e matematicamente no campeonato ainda há possibilidade de ganhar. É isso que temos estar focados. Fazer o nosso trabalho e o nosso jogo. E premiar os adeptos com uma vitória e uma boa exibição. Esse foi o nosso foco durante a semana. A partir daí já não podemos saber o que vai acontecer", acrescentou.

Sérgio Conceição comentou ainda as palavras do presidente do FC Porto, que reiterou todo o seu apoio na continuidade do técnico portista.

"Eu acho que independentemente da forma de estruturar o plantel, de saírem jogadores e entrarem outros, quem trabalha nesta casa trabalha para ganhar... ganhar títulos. Se o presidente falou, tem toda a legitimidade. Estamos a falar do dirigente mais titulado do mundo. Ele sabe o que está a falar. Independentemente de quem trabalha, tem de trabalhar para ganhar títulos. No Olhanense e na Académica o meu título foi ficar em oitavo lugar. Neste percurso de dois anos, temos a possibilidade de ganhar quatro títulos, dois já conquistados, e o campeonato e a Taça de Portugal. Também estivemos na final da Taça da Liga. É importante chegar a estes momentos? É! Mas mais importante é ganharmos. O nosso ADN é de ganhar títulos. É importante ter a possibilidade de ganhar, mas o mais importante é ganhar. Estou em sintonia com o presidente e sinto-me capaz", disse.

O campeão nacional recebe o Sporting (terceiro, com menos oito), pelas 18h30 de sábado, em jogo da 34.ª e última jornada da I Liga, que terá como árbitro Fábio Veríssimo, da Associação de Futebol de Leiria.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.