Declarações do treinador do FC Porto, em conferência de imprensa, após a derrota por 3-2 diante do Paços de Ferreira para a sexta jornada. Recorde-se que o treinador portista foi expulso depois do apito final.

Análise: "Faltou muita coisa. Faltou capacidade de sermos consistentes. Muitos erro e parabéns ao Paços, que foi melhor do que nós"

Alterações na defesa e meio-campo: “As rotinas é normal haver. Tínhamos trabalhado a equipa com o Pepe mas já hoje tivemos a informação que testou inconclusivo à Covid-19 e isso alterou os planos. As coisas não correram bem por um mas pela equipa e pelo treinador que não soube definir a melhor estratégia. Viemos de um palco Champions e não é fácil mudar o chip e vir aqui com disponibilidade em termos de atitude. Foi um conjunto de situações que levou a que a equipa não estivesse bem e o responsável sou eu."

Problemas na equipa: ”É o quarto ano e já passámos por momentos difíceis. Nesses momentos temos as armas todas apontadas a nós, às vezes até em casa, mas não me intimido. Nada me impede de trabalhar da mesma forma amanhã. Cabe-nos a nós ir atrás do prejuízo. Há aqui muita gente nova, estamos a cometer erros sucessivos a nível defensivo. Foi mais um problema coletivo com muitos erros individuais que não podem acontecer a este nível. Isto nunca foi normal nas minhas equipas, mesmo em equipas de menos nomeada, com mais dificuldades na qualidade dos clubes. Cabe-nos trabalhar e perceber o que está a correr mal. É olhar para a frente e nunca vamos baixar os braços"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.