Sérgio Conceição criticou esta quarta-feira as declarações de Vítor Pereira, antigo treinador do FC Porto, acerca do ADN defensivo do atual técnico portista.

Em entrevista ao programa "Trio D'Ataque", da RTP3, Vítor Pereira projetou Sérgio Conceição como a imagem de marca dos 'azuis e brancos': "Costumo dizer que só conseguimos entusiasmar se estivermos entusiasmados. Essa exigência que se cria, além do discurso emocional e agressivo, é característico do ADN do clube. O Sérgio tem ali características que são o ADN do FC Porto. Valoriza muito os aspetos defensivos e não há dúvida nenhuma de que, para se conseguir títulos, é preciso defender bem."

Questionado sobre o facto de estar há três encontros sem sofrer golos, Sérgio Conceição afirmou:

"A importância disso [não sofrer golos] é grande, a base para se ganhar jogos é ser-se sólido em termos defensivos. Não sofrer é tão importante como marcar. Até treinadores que passaram por esta casa, como o Vítor Pereira, na entrevista à RTP, a dizer que tenho um ADN do FC Porto e que sou um treinador defensivo. É tão básico e fica-lhe tão mal dizer isto. Sinceramente, estou a dizer aqui porque não tive oportunidade de estar como ele, senão dizia-lhe na cara. Não gosto nada disso", respondeu o técnico portista, no lançamento da partida com o Belenenses SAD.

"Fomos a equipa nos últimos três anos que fez mais golos no campeonato, apelidaram-nos de rolo compressor. Uma boa organização defensiva é a base para se ter sucesso em termos ofensivos", sublinhou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.