Depois do triunfo de meio da semana sobre o Olympiacos, para a Liga dos Campeões, o FC Porto volta a entrar em cena já esta sexta-feira, agora para a I Liga portuguesa, para visitar o Paços de Ferreira em partida que abre a 6.ª jornada da prova.

Calendário apertado

"Tivemos pouco tempo de preparação, é um facto, daí termos este atraso. Muitos jogos diferentes, jogos diferentes, dificuldades diferentes".

Jogo num campo difícil e frente a uma equipa muito organizada

"Vamos apanhar um Paços sólido, que tem feito um bom começo e que é sempre uma equipa competitiva e sólida quando joga em casa. Não tem grandes nomes, mas é uma equipa forte, coesa e compacta. Cabe-nos encontrar soluções para ganhar o jogo. Nos últimos jogos o guarda-redes adversário do Paços tem sido sempre o melhor em campo e isso diz muito da qualidade daquela equipa. É dos jogos mais difíceis que vamos ter. É um campo difícil, frente a uma equipa muito organizada, à imagem do seu treinador".

Ausência de Zaidu e rotatividade dos jogadores

"Temos de olhar para os jogadores que temos à disposição, para o adversário que temos pela frente e para o que queremos desse jogo. Temos de encontrar dentro dessa disponibilidade e do conhecimento tático que os jogadores têm o necessário de encontrar o jogo. Trabalhamos diferentes situações diariamente. Os jogadores que trabalham connosco já sabem o que têm de fazer. Temos mais que um sistema. Sou pago para encontrar soluções para ganhar o jogo".

Regresso de Luis Diáz é hipótese

"Luís Diaz está melhor e poderá estar entre os convocados. Depende do que serão as próximas horas."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.