A vitória por 2-0 sobre o Portimonense elevou hoje o Olhanense à condição de vice-líder do campeonato, apenas atrás do FC Porto, o que levou Daúto Faquirá a confessar um 'sonho': "Seria óptimo se o campeonato terminasse hoje. O início da temporada está a ser muito bom para a nossa caminhada, que passa por fugir da despromoção. Queremos fazer um campeonato bonito e tranquilo. É por isso que trabalhamos todos os dias."

Para o treinador dos algarvios, que ostentam o registo de melhor defesa da prova, a vitória desta noite sobre o rival algarvio não sofre contestação. "Foi um jogo difícil e arduamente batalhado pelas duas equipas, mas nós fomos melhores e merecemos esta vitória. O adversário vendeu caro este resultado", explicou.

Sem embandeirar em arco, Daúto Faquirá enaltece o trabalho realizado em Olhão. "É motivo de orgulho para todos que estejam a falar de nós, mas o mais importante é sempre marcar mais um golo do que o adversário." 

Já Litos teceu duras críticas à arbitragem do madeirense Elmano Santos. "Todos os intervenientes querem bons espectáculos e em todos os jogos contra quem quer que seja queremos dar espectáculo, mas se calhar tenho de fazer o contrário. Acho que Portimonense foi desrespeitado. A grande penalidade não existe e surgiu numa altura em que controlávamos o jogo. Depois, temos ainda a expulsão de Ivanildo, que não teve a melhor atitude, mas também devido ao que já tinha acontecido", atirou o treinador do Portimonense.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.