Sete pessoas foram hoje detidas na sequência da “Operação Sem Rosto” da PSP que visou vários crimes relacionados com a claque “No Name Boys”, apoiante do Benfica, disse à Lusa uma fonte policial.

A Polícia de Segurança Pública (PSP) realizou hoje de manhã uma operação na Área Metropolitana de Lisboa no cumprimento de mandados de busca domiciliária e de detenção por vários crimes relacionados com a claque 'No Name Boys'.

Em comunicado, o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP adiantou que na origem da operação está uma investigação a elementos da claque 'No Name Boys', apoiante do Benfica.

Fonte do Cometlis adiantou à agência Lusa que a operação poderá relacionada com a agressão, em maio, a um homem alegadamente pertencente à Juventude Leonina, por parte de um grupo de mais de 30 indivíduos com camisolas dos ‘No Name Boys’.

No comunicado, a PSP disse que estavam a decorrer várias diligências processuais e investigatórias, nomeadamente, buscas domiciliárias e não domiciliárias, bem como o cumprimento de vários mandados de detenção fora de flagrante delito, emitidos por autoridade judiciária.

“Ao longo de aproximadamente um ano, foram investigados vários crimes, entre eles, roubos, ofensas à integridade física qualificadas, danos e homicídio na forma tentada, praticados por um grupo de indivíduos pertencentes à claque 'No Name Boys', refere a PSP.

Fonte do Cometlis disse à Lusa que a operação poderá estar relacionada com a agressão a um homem alegadamente pertencente à Juventude Leonina, em maio, em São João do Estoril, concelho de Cascais, distrito de Lisboa.

Na altura, em comunicado, a PSP dizia que o homem, de 32 anos, que se encontrava sozinho, estava a ser agredido quando um agente da PSP, em patrulhamento de prevenção criminal no local, se apercebeu da situação e interveio.

“Os suspeitos cessaram as agressões e se colocaram em fuga em várias direções, não tendo sido possível intercetar nenhum deles”, segundo a PSP.

Apesar da intervenção do agente policial, a vítima sofreu várias lesões e foi transportado para o hospital.

A polícia adiantava que “apesar dos suspeitos estarem de rosto tapado, a vítima reconhece-os em virtude de existir uma rivalidade antiga entre eles”.

A Juventude Leonina é um grupo organizado de adeptos ligado ao Sporting, enquanto os ‘No Name Boys’ estão ligados ao Benfica.

A PSP remete para mais tarde, mais informações sobre a denominada “Operação Sem Rosto”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.