Na temporada 2019/2020, o Sporting já realizou onze jogos em todas as competições (dois na Liga Europa, sete no campeonato nacional, um da Supertaça e um na Taça da Liga). No entanto, há um fator que salta à vista e que promete dar dores de cabeça a Silas.

Em sete jogos, os leões apontaram 16 golos, mas sofreram 20. O treinador do Sporting tem agora de se debruçar sobre os problemas no setor defensivo do clube de Alvalade, de modo a evitar que os adversários cheguem com tanta facilidade à baliza de Renan Ribeiro.

No topo da tabela da I Liga, o Sporting só encontra um clube com tantos golos sofridos: o Tondela, atualmente no 5º lugar. Em comparação com os rivais Benfica e FC Porto, os leões sofrerem o dobro dos golos, tendo em conta que os encarnados sofreram três golos em 7 jogos e os dragões sofreram quatro.

O Sporting está ao nível de Famalicão e Tondela no que à permissão de remates dos adversários diz respeito. No entanto, 45,6% dos remates feitos à baliza do Sporting deram golo, enquanto o Famalicão apenas permitiu que isso acontecesse em 30,7% das ocasiões.

O elevado número de golos sofridos pelo clube de Alvalade é um índice claro da falta de articulação entre os setores da equipa de Silas e também da fragilidade da defesa leonina. O antigo treinador do Belenenses SAD terá já aproveitado a paragem do campeonato para analisar essas mesmas fragilidades e encontrar soluções.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.