O Vitória de Setúbal lamentou hoje a "tentativa de desestabilização do futebol nacional" por parte do Gil Vicente e assegurou que o clube "paga e procura honrar as suas responsabilidades com a Fazenda Nacional e a Segurança Social".

"Lamenta o Vitória Futebol Clube (VFC) qualquer tentativa de desestabilização do futebol nacional e das suas instituições. O final do campeonato passado havia, já, sido pródigo em 'manobras de diversão', procurando, desta forma, o Gil Vicente alcançar a manutenção para a qual revelou não ter argumentos desportivos, não obstante ter um orçamento muito superior à generalidade dos seus contendores e ter sido o clube que mais jogadores contratou em janeiro, com chorudos ordenados", pode ler-se em comunicado divulgado hoje.

Criticando a "postura de certos dirigentes" que tentam "obter fora do campo os objetivos que não foram atingidos e encobrir os seus próprios erros", o Vitória de Setúbal invoca a regularidade da sua situação fiscal, consubstanciada no facto de ter aderido ao Plano Especial de Revitalização Empresarial.

Os setubalenses frisaram que, "no decurso dos últimos dois anos", honraram os acordos firmados "designadamente com a Segurança Social e com a Fazenda Nacional.

"Rejeitam-se, pois, afirmações manifestamente falsas de aumentos continuados de passivos", escrevem, admitindo que a a equipa setubalense "sente por vezes, como milhares de contribuintes nacionais, dificuldades de tesouraria motivadas, na essência, por os seus clientes não pagarem a este as suas responsabilidades".

De resto, prosseguem, o Vitória "comprovou documentalmente ter a sua situação salarial regularizada perante jogadores e treinadores".

O Gil Vicente anunciou sexta feira ter interposto recurso no Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol contra a decisão da Liga de aceitar a inscrição de clubes com dívidas ao Estado e a jogadores.

Em comunicado, os gilistas, despromovidos à II Liga, pediram que a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) coloque de forma condicional o Boavista, com dívidas ao fisco, e o Vitória de Setúbal, com salários em atraso e dívidas fiscais, no sorteio das competições profissionais de futebol.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.