Vários associados do Sporting estão indignados com a disponibilidade de Godinho Lopes em testemunhar contra o clube de Alvalade, no processo que opõe os 'leões' à Doyen no Tribunal do Desporto, e pediram a expulsão do antigo presidente do emblema leonino.

A indignação no universo leonino está a subir de tom contra Godinho Lopes. O antigo presidente do Sporting vai testemunhar a favor da Doyen contra o emblema leonino o que já levou milhares de sócios e adeptos a manifestaram-se contra a decisão de Godinho Lopes e a pedir, através das redes sociais, a criação de um movimento para retirar o estatuto de associado ao antigo presidente.

A iniciativa não é nova uma vez que o Conselho Fiscal e Disciplinar (CFD) está a analisar desde o princípio de outubro um requerimento com 100 assinaturas que visa a expulsão de antigos dirigentes do Sporting como Godinho, Luís Duque, Nobre Guedes e Carlos Freitas.

Em declarações ao jornal Record, Luís Pires, antigo membro do Conselho Leonino e um dos promotores do requerimento de expulsão de Godinho, frisou a importância de apurar responsabilidades aos antigos dirigentes que deixaram o Sporting num estado catastrófico.

"Estas pessoas não podem ficar impunes, por isso defendo a expulsão. Godinho Lopes é a ponta do iceberg. Agora percebe-se o porquê de tanto discurso concertado. A Doyen é um pretexto para atingir a atual direção, porque provocou uma auditoria e , caso existam indícios criminais, irá remetê-los para o Ministério Público", atirou o antigo membro do Conselho Leonino entre 2009 e 2013.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.