Sporting e Liverpool empataram a duas bolas no mítico Yankee Stadium em Nova Iorque, em jogo amigável. Os 'leões' marcaram primeiro por Bruno Fernandes mas os campeões europeus deram a volta ainda no primeiro tempo por Origi e Wijnaldum. Wendel fechou as contas do jogo no segundo tempo.

Ao quarto jogo de pré-época, o Sporting continua sem ganhar: perdeu uma vez e somou três empates, todos a duas bolas. A formação leonina volta a jogar já no próximo domingo, dia 28 de julho, agora em Alvalade frente ao Valencia, no Troféu Cinco Violinos. A 4 de agosto defronta o Benfica no Algarve, na Supertaça de Portugal, naquele que é o primeiro jogo oficial da época.

Intensidade à Premier League. Bruno Fernandes mostra-se aos pretendentes

Os resultados de pré-época podem ditar muito do que será uma equipa ao longo da temporada. Não tanto as vitórias, sempre importantes para elevar a moral dos jogadores e dos adeptos, mas as sim as ideias do treinador e o que se poder esperar dos primeiros jogos.

A derrota e os dois empates nos anteriores encontros (1-2 com FC Rapperswil-Jona, 2-2 com St. Gallen e Club Brugge) levantaram algumas preocupações nos adeptos leoninos, pelo que este jogo com o Liverpool no Yankee Stadium, de Nova Iorque, seria o verdadeiro teste, antes do arranque oficial da época no próximo dia 4 de agosto, frente ao Benfica. Dos reforços, Neto e Vietto foram titulares frente a um campeão europeu ainda desfalcado mas já com muitos craques. Klopp não pode contar com Salah, Mané e Firmino, o trio da frente, mas jogou com Origi, Wijnaldum e Chamberlain, homens de respeito. Ilori foi a opção de Keizer na lateral direita, onde ainda não há Rosier nem Ristovski, ambos a recuperar de lesão.

Se o Liverpool chegou atrasado ao mítico Yankee Stadium (o autocarro esteve retido no trânsito, obrigado o jogo a começar com 10 minutos de atraso), já Bruno Fernandes tinha pressa em mostrar serviço. Primeiro ataque do Sporting, primeiro remate do 'bombardeiro' da Maia, de muito longe, com Mignolet a dar um grande 'frango'. Sporting a vencer o campeão europeu aos cinco minutos.

Depois só deu Liverpool. Os 'reds' colocaram uma grande intensidade no jogo, típicas das equipas de Jurgen Klopp mas também da Premier League, remetendo o Sporting para perto da sua área e para um jogo de contra-ataque. Matip acertou na barra aos 13, Renan evitou o golo a Van Dijk após canto aos 18. O empate chegaria aos 20, num lance onde Renan ainda evitou o golo num primeiro remate de Henderson mas não conseguiu travar a recarga de Origi. Era o materializar de um domínio claro.

Ilori fora do seu habitat, Wendel brilha, Mignolet redime-se do 'frango'

Com a intensidade colocada pelo Liverpool em cada lance, apesar de ser um jogo de pré-época, o Sporting ia respondendo nalgumas situações com uma construção por trás, com passes curtos, em jogadas onde sobressaíam Bruno Fernandes e Wendel na condução. O brasileiro teve o 2-1 nos pés aos 35 minutos após contra-ataque mas o seu remate bateu no poste, ressaltou na cabeça de Mignolet e saiu para fora.

A adaptação de Ilori a lateral direita revelou-se um erro. Se o central já tinha ficado mal no primeiro golo, voltou a errar aos 44, no 2-1 dos 'reds': falhou o corte numa bola que ia entrar nas suas costas, deixou Wijnaldum sozinho: receção do holandês e remate, com a bola ainda a desviar em Matieu antes de entrar na baliza.

Mesmo a terminar a primeira parte, o argentino Vietto resolveu aparecer no jogo, falhando por duas vezes o empate no mesmo lance. Mérito para Mignolet que travou os dois remates do avançado.

Tal como no primeiro tempo, o Sporting entrou na segunda parte com muita pressa de marcar. Thierry Correia, que entrou no lugar de Borja, combinou com Bruno Fernandes e Wendel, com o brasileiro a finalizar a jogada com um remate em arco, fazendo o empate aos 53 minutos. A resposta do campeão europeu voltou a ficar no ferro da baliza de Renan: canto de Alexander-Arnold e Van Dijk a ganhar a Neto e a rematar de cabeça, ao poste.

A intensidade da primeira parte ia caindo aos poucos, à medida que os treinadores iam mexendo nas equipas. As muitas substituições acabaram por descaracterizar as duas formações, com o ritmo a cair e os jogadores a cometerem mais erros. Aos 61 Keizer trocou Neto, Vietto e Luiz Phellype, por Coates e Bas Dost e Jovane.

Mignolet é que parecia desejoso de mostrar serviço para se redimir do 'frango' no 1-0 de Bruno Fernandes. Aos 70 impediu Raphinha de marcar, em mais um grande lance de contra-ataque do Sporting.

Mais tarde saíram Raphinha, Wendel, Bruno Fernandes, Mathieu, Doumbia e Ilori e entraram Nuno Mendes, Miguel Luís,Eduardo, Gonzalo Plata, Daniel Bragança e Eduardo Quaresma.

Até ao apito final, pouco ou nada de registo, apesar de o Liverpool ter subido de intensidade nos últimos minutos.

O Sporting volta a jogar já no próximo domingo, dia 28 de julho, agora em Alvalade frente ao Valencia, no Troféu Cinco Violinos. A 4 de agosto defronta o Benfica no Algarve, na Supertaça de Portugal, naquele que é o primeiro jogo oficial da época

Ficha de Jogo:

Onze do Sporting: Renan, Ilori, Neto, Mathieu e Borja; Doumbia, Wendel,Bruno Fernandes; Raphinha, Vietto e Luiz Phellype.

Suplentes do Sporting: Max, Coates, Eduardo, Plata, Miguel Luís, Bas Dost, Nuno Mendes, Thierry Correia, Daniel Bragança, Eduardo Quaresma e Jovane Cabral.

Onze do Liverpool: Mignolet, Alexander-Arnold, Matip, Van Dijk, Robertson; Fabinho, Henderson, Wijnaldum; Milner, Origi e Oxlade-Chamberlain.

Suplentes do Liverpool: Lonergan, Atherton, Lovren, Gomez, Lallana, Brewster, Kent, Lewis, Phillips, Jones, Hoever, Duncan, Woodburn, Wilson, Van den Berg.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.