O Sporting sofreu na noite deste sábado para vencer no Algarve o Portimonense por 2-1 em jogo da 32ª jornada da Primeira Liga, e aproveitou assim da melhor maneira o deslize do Benfica em casa frente ao Tondela para alcançar os 'encarnados' no segundo lugar. Bruno Fernandes abriu o marcador para o Sporting aos 23 minutos, mas a equipa de Vítor Oliveira acabaria por chegar à igualdade aos 43 minutos por intermédio de Bruno Tabata. O médio acabaria por voltar a marcar aos 89 minutos e dar os três pontos ao Sporting.

O Sporting apresentou-se em Portimão com muitas baixas, principalmente a nível defensivo. Jorge Jesus não pôde contar nem com Mathieu nem com André Pinto, pelo que Petrovic teve de avançar para a outra posição do eixo defensivo ao lado de Coates. No lado direito Ristovski manteve a titularidade dada a indisponibilidade de Piccini.

A equipa de Jorge Jesus foi mesmo a primeira a criar perigo na partida e logo aos dois minutos de jogo e o guarda-redes do Portimonense esteve em evidência. Bruno Fernandes cobrou o canto, Bryan Ruiz ganhou de cabeça e fez chegar a bola a Battaglia que cabeceou na direcção do bolo, mas Leo fez uma defesa impossível para negar o primeiro ao Sporting.

O Sporting voltaria a criar perigo aos 17 minutos através de Acuña. O argentino remata de fora da área, Leo não consegue segurar, mas depois Bas Dost não chegou a tempo de rematar.

Os ‘leões’ estavam por cima na partida e não foi surpreendente quando chegaram ao golo quando o cronómetro marcava os 23 minutos de jogo. Battaglia fez um longo para Bas Dost que desmarcou Bruno Fernandes na grande área. O médio faz a bola passar por cima do guarda-redes algarvio com um toque de classe e chutou para a baliza deserta.

Poucos minutos depois o Sporting poderia ter marcado o segundo. Gelson ganhou em velocidade na direita e cruzou para o segundo poste onde surgiu Acuña que, de forma acrobática, faz a bola sair por cima da baliza defendida por Leo.

O Sporting baixou o ritmo após o golo de Bruno Fernandes e o Portimonense começou a equilibrar a partida, tanto que o golo da equipa de Vítor Oliveira chegou ao empate a dois minutos do intervalo. Cruzamento da esquerda de Tabata, Fabrício fugiu à marcação de Petrovic e Coentrão e rematou certeiro para o fundo das redes de Rui Patrício.

O Portimonense aproveitou a fase de maior adormecimento do Sporting e entrou na segunda parte muito perto de marcar o segundo. Primeiro por Rafa Soares que com um remate em posição frontal fez a bola passar muito perto da baliza de Patrício. Depois foi o japonês Nakajima que desaproveitou um bom passe de Tabata.

A equipa de Jorge Jesus parecia ter ficado no balneário ao intervalo e só aos 63 minutos voltaria a criar perigo. Bas Dost desmarcou Gelson e Ruben Fernandes cortou a bola. O extremo leonino ainda remata contra contra Leo. Acuña recuperou o esférico e tentou colocar em Bruno Fernandes que só chega de raspão à bola.

Jorge Jesus não estava contente com o rumo do jogo e em cinco minutos fez duas alterações. Fábio Coentrão saiu para a entrada de Misic e Fredy Montero entrou para o lugar de Bryan Ruiz.

O jogo estava muito equilibrado com um Portimonense muito eficaz no contra-ataque, mas foi o Sporting que aos 76 minutos esteve perto do golo. O médio Misic estava há pouco tempo em campo quando encheu o pé e rematou para uma enorme defesa de Leo.

Gelson Martins era dos jogadores mais ativos do Sporting e em dois minutos teve duas oportunidades para fazer o golo. Primeiro aos 80 minutos através de um remate em jeito que bateu ainda no jogador do Portimonense antes de sair por cima. A seguir o extremo português apareceu à entrada da área, mas rematou contra as pernas de Rúben Fernandes.

O Sporting estava ativamente à procura do golo que lhe desse os três pontos e o tento da tranquilidade acabaria por surgir através de um pontapé de Bruno Fernandes aos 89 minutos. Acuña cruzou na esquerda, Rúben Fernandes afasta para entrada da área onde surgiu o médio português a rematar de primeira com o pé direito.

Com este resultado o Sporting coloca-se em igualdade pontual com o Benfica, ambos 77, antes do dérbi de Alvalade, agendado para o próximo sábado, e a dois do FC Porto, com um jogo a menos e que este domingo visita o Marítimo. O Portimonense segue no 11.º lugar, com 35 pontos, sete acima da linha de água.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto