O Sporting recebe o Desportivo de Chaves este domingo, em jogo da 9.ª jornada da I Liga. Um encontro que aparece na ressaca da derrota europeia frente a Juventus, mas que o Sporting quererá ganhar para não deixar fugir o FC Porto na liderança.

Em Alvalade, a equipa de Jorge Jesus vai tentar voltar aos triunfos no campeonato, depois do empate frente ao FC Porto, na derradeira jornada. Além da vontade em conquistar os três pontos, Jorge Jesus quer afastar o fantasma de uma possível crise de resultados. É que a equipa só venceu um dos últimos seis jogos e foi frente ao Oleiros para a Taça. Além do já referido empate caseiro com o FC Porto, o Sporting perdeu com o Barcelona e a Juventus para a Champions (derrotas normais, tendo em conta o poderio dos adversários) e empatou com o Moreirense para a Liga e Marítimo para a Taça da Liga.

A derrota frente a Juventus só chegou perto do final, depois de uma exibição elogiada em Itália. O técnico quer em Alvalade a mesma atitude de Turim, mas com outro resultado.

“O Sporting está bem e [domingo] tem de conseguir estar ao nível que tem jogado, como neste último jogo, em que foi elogiado pela imprensa pela qualidade de jogo que teve [frente à Juventus]. Foi isso que pedi aos jogadores do Sporting, que fizessem o mesmo que fizemos em Turim", começou por admitir, em conferência em imprensa.

Na antevisão ao encontro diante dos flavienses, o técnico ‘leonino' suspeita que a formação orientada por Luís Castro vai tentar "aguentar o empate o máximo tempo que conseguir", porém elogiou o adversário que "procura ideias de jogo e é uma equipa positiva quando tem a posse de bola".

Ainda assim, Jorge Jesus aprofundou a sua opinião sobre o atual 12.º classificado e alertou para uma eventual surpresa.

"As equipas do Luís Castro são equipas que disputam os jogos com as equipas grandes palmo a palmo e para o fazer é preciso ter qualidade de trabalho. Estou ciente que o Chaves vai criar-nos grandes problemas”, disse.

Já Luís Castro gostava de jogar olhos nos olhos com o Sporting em Alvalade, mas sabe que tal não será possível. No entanto, o técnico sublinhou que o objetivo é ter qualidade e conseguir pontos, lembrando: “O futebol é um jogo de possibilidades e não de impossibilidades, portanto, é possível sair de Alvalade com um resultado positivo".

“Partimos para Alvalade com o foco em fazer um resultado positivo. Claro que Alvalade é mais um jogo em que procuramos dar o melhor de nós, gostaria muito que a nossa equipa chegasse lá e conseguisse jogar no campo todo, produzisse um jogo de qualidade e conseguisse chegar a pontos, esse é o nosso grande objetivo”, afirmou na conferência de imprensa de antevisão ao jogo da nona jornada da I Liga portuguesa de futebol.

O técnico considerou que o Sporting é uma equipa que impõe ao adversário “uma dificuldade enorme e uma grande exigência”, e recordou que esta época apenas não conquistou pontos frente à Juventus (1-0) e ao FC Barcelona (1-0), demonstrando bem a sua “capacidade e qualidade”.

Além disso, Luís Castro referiu que os ‘leões’ são comandados pelo “fantástico” Jorge Jesus, um treinador que constrói equipas com “grande dinâmica ofensiva e equilíbrio defensivo”, e que tem conseguido equilibrar mais a equipa leonina.

Os flavienses vêm de duas vitórias e um empate na Liga. Para este jogo, Luís Castro não poderá contar com Domingos Duarte e Matheus Pereira, jogadores emprestados pelo Sporting.

O Desportivo de Chaves, no 11.º lugar, com oito pontos, visita no domingo o Sporting, segundo, com 20 pontos, num jogo da nona jornada da I Liga, com arbitragem de Rui Costa, da Associação de Futebol do Porto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.