O Sporting enviou ontem à noite à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) um relatório das movimentações durante o último mercado de verão. Contrariamente ao que foi noticiado, Islam Slimani não rescindiu contrato com os leões, tendo a sua saída para o Brest valido 1,5 milhões de euros ao Sporting.

No capítulo das saídas, destaque para os valores das transferências de Matheus Nunes, Nuno Mendes e João Palhinha. O Wolverhampton pagou 45 milhões de euros por Matheus, num negócio que pode ascender aos 50 milhões através do cumprimento de determinados objetivos.

Já a ida de Nuno Mendes para o Paris Saint-Germain gerou 38 milhões aos cofres leoninos, enquanto que João Palhinha acrescentou mais 20 milhões com a sua saída para o Fulham.

Relativamente a entradas, os números mais sonantes são os de Rúben Vinagre (10 milhões de euros), seguido do neerlandês Jeremiah St. Juste (9,5 milhões + 2,5 em bónus) e de Pedro Porro (8,5 milhões de euros). Jogadores como Morita (3,8M), Rochinha (2M) ou Sotiris (4M) acrescentaram cerca de dez milhões de euros nas despesas de mercado dos leões no passado verão.

O Sporting indica ainda que o negócio de Francisco Trincão cifrou-se nos três milhões de euros, taxa de empréstimo, ficando os leões com uma "opção de compra por sete milhões de euros que se pode tornar obrigatória consoante determinados objetivos, ficando o Barcelona com 50% de uma futura venda", pode ler-se no relatório enviado.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.