Fora das opções de Rúben Amorim, Jovane Cabral pode ser mais um caso a resolver-se até ao fecho do mercado. O extremo de 24 anos nunca chegou a conseguir afirmar-se de leão ao peito e a saída definitiva parece ser a melhor solução.

O Olympiakos, Besiktas e a Lázio são os clubes que se têm mostrado mais interessados em contar com o jogador, mas os valores pedidos pelo Sporting parecem estar a desacelerar o processo... excepto para o Besiktas

Segundo o jornal 'A Bola', os cinco milhões de euros inicialmente pedidos pela SAD leonina são um valor negociável com os turcos, uma vez que o negócio pode mesmo vir a fazer-se por cerca de metade da verba inicialmente estipulada.

O Olympiakos e a Lázio chegaram também a propor cerca de três milhões de euros, mas o Besiktas parece estar melhor posicionado na corrida. De acordo com o jornal 'O Jogo', a possível diferença no negócio com as 'águias negras' pode vir da opção de empréstimo com opção de compra do jogador que pode trazer mais dinheiro aos cofres leoninos em 2023.

Os moldes finais do negócio ainda não estão definidos, mas Jovane Cabral não deve mesmo ficar no Sporting até ao final da janela de transferências. O extremo nascido em Cabo Verde e com dupla nacionalidade chegou a ser uma peça-chave em algumas conquistas dos leões, nomeadamente quando bisou na meia-final da Taça da Liga frente ao FC Porto em 2020/21, que garantiu a passagem à final da competição depois conquistada diante o SC Braga.

O jogador, que na temporada passada esteve emprestado à Lazio, tem contrato até 2023 e um valor de mercado a rondar os 5,50 milhões de euros, segundo o site 'Transfermarkt'.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.