Pode ler-se no comunicado que com as críticas feitas no final da partida, o Sporting "não pretendeu, em momento algum, transferir para outros as suas próprias responsabilidades".

O comunicado emitido pelo Sporting:

O Benfica-Sporting deu muito que falar. E foi motivo de conversas várias por causa da posição que o Sporting assumiu no final do jogo, pugnando por aqueles que são os nossos interesses, lutando por algo que já nos penalizou noutras ocasiões e que, desta vez, alguns quiseram deixar passar incólume e sem o devido destaque.

O Sporting não pretendeu, em momento algum, transferir para outros as suas próprias responsabilidades. Mas os erros próprios -- desengane-se quem pensa que vai ser diferente... -- são para ser debatidos no interior do balneário e não nos fóruns públicos, o que tanto agradaria a certos senhores. Mais. O Sporting não atribuiu a responsabilidade total pelo desfecho do jogo ao árbitro João Ferreira. E lances houve que teriam merecido justa contestação da nossa parte. O Sporting pugnou, apenas, pela VERDADE DESPORTIVA, pedindo isenção e respeito na análise a um lance que acabou por ser determinante e que teve influência decisiva no desenrolar do jogo. Um lance que, estivemos atentos, passou despercebido a alguns analistas, sabe-se lá porque motivos... Ou melhor, por motivos que todos conhecemos mas que não deixaremos cair no esquecimento.

O Sporting pode até estar longe dos seus objectivos. E cá estaremos nós para fazer a devida introspecção. Mas o Sporting não se desviará nunca dos seus princípios. Por esse motivo, e porque A NOSSA VERDADE passa para a Opinião Pública deturpada pela pena de quem, na maioria dos casos, só quer (escre)ver o que lhe interessa, decidimos resguardar o grupo de trabalho até final da temporada, limitando o acesso à informação a estes espaços que são da nossa responsabilidade (o jornal e o site, órgãos oficiais do clube) e aos 15 minutos de treino, mais as habituais conferências antes e depois dos jogos (a não ser que, por qualquer motivo, tenhamos de alterar este procedimento). Os jogadores do Sporting não deixarão, contudo, de participar em iniciativas de cariz solidário ou outro, uma vez que a vertente social estará sempre entre as nossas prioridades.

Uma nota final para dizer aos sportinguistas que podem ficar tranquilos depois desta época difícil. Estamos a trabalhar no futuro. Em prol do Sporting. Mas dentro de casa. Longe das coscuvilhices...

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.