Depois de um final de época atribulado, o Sporting não teve mãos a medir para conseguir formar equipa a tempo da pré-época. Agora, com o grupo orientado, poucas são as caras que se mantém da temporada passada, pelo menos quando falamos em nomes de peso do plantel de Jorge Jesus.

+ As novas 'asas' de uma 'águia' que tenta reconquistar o título de campeão nacional

+ Um FC Porto 'super-económico' na defesa do título

Findada a passagem de Jorge Jesus por Alvalade, é hora de iniciar a jornada de José Peseiro. Até agora, o técnico português conta com seis novos nomes no plantel, sendo que uma deles é um re-contratação.

As entradas

Para relembrar as primeiras contratações do Sporting para a época 2017/2018 é preciso recuar no tempo até ao dia 23 de maio. Bruno de Carvalho era ainda presidente do clube de Alvalade e oficializava as primeiras duas chegadas: Marcelo e Raphinha.

Marcelo é defesa, tem 28 anos e chegou do Rio Ave, onde estava desde a temporada 2012/2013. O jogador brasileiro veio para Alvalade a custo zero e assinou um contrato válido até 2021 com uma cláusula de rescisão de 45 milhões de euros. Já Raphinha é avançado, tem 22 anos e veio do Vitória de Guimarães, onde chegou na época 2015/2016. O também jogador brasileiro custo 7 milhões de euros aos 'leões' e assinou um contrato válido até 2022 com uma cláusula de 60 milhões de euros.

Duas semanas depois da apresentação dos reforços brasileiros chegava Bruno Gaspar. O jogador português tem 25 anos, custou 4,5 milhões de euros e assinou um contrato válido por cinco temporadas. A cláusula de rescisão do lateral-direito é de 60 milhões de euros. Gaspar veio da Fiorentina onde fez 17 jogos depois de ter saído do Vitória de Guimarães - clube que representou entre as épocas 2014/2015 e 2016/2017.

O último reforço que chegou a Alvalade pelas mãos de Bruno de Carvalho foi Emiliano Viviano. Na altura, Rui Patrício já tinha oficializado a rescisão do contrato e o Sporting precisava de um guarda-redes o mais rapidamente possível. Recorde-se que, na altura, o treinador do Sporting era o sérvio Sinisa Mihajlovic que já conhecia Viviano e que ajudou à transferência do guarda-redes, que rondou os dois milhões de euros. Depois da saída do treinador, especulou-se que Viviano também saíria do Sporting mas tal não chegou a acontecer. O guarda-redes de 32 anos assinou contrato por duas temporadas mais uma de opção e ficou com uma cláusula de rescisão de 45 milhões de euros.

Os mais recentes reforços são já caras conhecidas do universo sportinguista. Primeiro chegou Bruno Fernandes. Depois de ter rescindido contrato com o emblema leonino no passado mês de junho, o médio de 23 anos chegou a acordo com Sousa Cintra e regressou a Alvalade. O último reforço é Nani. Aos 31 anos, o avançado representa o Sporting pela terceira vez e chega do Valência a custo zero para vestir a camisola dos 'leões' por duas temporadas mais uma de opção.

Há ainda alguns jogadores apontados ao Sporting mas que ainda não foram confirmados pelo clube: Balbuena do Corinthians, Joel Obi do Torino, Islam Slimani do Leicester, Miguel Veloso do Génova, Albin Ekdal (Hamburgo), Alejandro Berenguer (Torino), André Moreira e Vietto do Atlético de Madrid.

Além disso, há ainda três jogadores que subiram da equipa B para as contas de José Peseiro: Luís Maximiano, Merih Demiral e Jovane Cabral.

Os regressos

Depois de perder nove jogadores, o Sporting teve de se reforçar nos jogadores emprestados na temporada passada. Foram doze os jogadores a voltaram a Alvalade depois de passarem a época 2017/2018 a representar outros clubes: Domingos Duarte (Chaves), Jonathan (AS Roma), Francisco Geraldes (Rio Ave), Matheus Pereira (Chaves), Carlos Mané (Estugarda), Jefferson (SC Braga), Ryan Gauld (Aves), Mattheus Oliveira (Vitória de Guimarães), Dala (Rio Ave), Castaignos (Vitesse), André Geraldes (Belenenses), Bruno Paulista (Vasco da Gama) e Wallyson (Vitória de Setúbal).

Saídas

Dez jogadores deixaram Alvalade no final da época 2017/2018. Nove deles por rescisão unilateral de contrato, um regressou de empréstimo e outro acabou contrato. Todos eles estiveram ligados ao acontecimento mais marcante do Sporting no passado defeso: o ataque a Alcochete.

O dia 15 de maio de 2018 vai ficar marcado na memória de todos estes jogadores. Antes de um treino no centro de estágios do Sporting, um grupo de cerca de 40 pessoas entrou nos balneários e agrediu jogadores e equipa técnica. As agressões levaram à rescisão de nove jogadores: Rui Patrício (Wolverhampton), Daniel Podence (Olympiacos), William Carvalho (quase certo no Bétis), Battaglia (sem clube), Gelson Martins (quase certo no Atlético de Madrid), Rúben Ribeiro (sem clube), Rafael Leão (sem clube), Bas Dost (sem clube) e Bruno Fernandes (regressado).

Também Fábio Coentrão deixou Alvalade para regressar ao Real Madrid, clube que o tinha emprestado aos 'leões'. O último dos jogadores ligados ao ataque a dizer adeus ao Sporting foi Bryan Ruiz, que chegou ao fim do contrato e já assinou pelo Santos. Já na pré-época saíram mais dois jogadores: Heldon foi para o Al-Taawon e Slavchev para o Qarabag.

Além das saídas confirmadas, há ainda jogadores do Sporting a ser apontados a outros clubes e que ainda podem sair de Alvalade: Cristiano Piccini, Sebastián Coates (Zenit), Jonathan Silva (Boca Juniors), Wendel (CSKA Moscovo), Francisco Geraldes (E.Frankfurt) e Marcos Acuña (Bétis).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.