O Sporting vence ao intervalo o Desportivo de Chaves, por 2-0, em jogo da nona jornada da Primeira Liga. Bas Dost, que estava há seis jogos sem marcar, bisou para a equipa 'leonina', com Acuña também a fazer o gosto ao pé.

A equipa de Jorge Jesus não podia ter pedido melhor arranque contra os flavienses. Logo aos seis minutos, o avançado holandês inaugurou o marcador, de cabeça, na sequência de um canto cobrado na esquerda por Bruno Fernandes.

A formação visitante tratou logo de correr atrás do prejuízo, beneficiando de alguns erros não forçados por parte dos 'verdes e brancos' no meio-campo. Contudo, foi o Sporting quem voltou a fazer balançar as redes, aos 15': Podence, lançado na direita, desfere um cruzamento teleguiado para o segundo poste, onde surge Bas Dost a cabecear para o segundo da partida.

O Desportivo de Chaves respondeu três minutos depois, com um remate de Perdigão à trave da baliza defendida por Rui Patrício. A equipa de Luís Castro, honra lhe seja feita, nunca baixou os braços, de tal forma que o Sporting continuava a perder bolas desnecessariamente.

Ao minuto 31, Gelson cai na área, em lance disputado com Bressan, com Rui Costa a considerar simulação do jogador 'leonino' - acaba por ver cartão amarelo.  A assobiadela monumental que se fez ouvir em Alvalade levou o juiz da AF Porto a recorrer ao videoárbitro, acabando por manter a decisão inicial.

Aos 39', Bas Dost falha o 'hat-trick' de forma inacreditável, com o chapéu sobre Ricardo a rasar o poste. O holandês ainda tentava perceber o golo que havia desperdiçado, mas redimiu-se logo a seguir com um grande passe para Gelson, que, na cara de Ricardo, assiste Acunã, que só teve de tocar para dentro da baliza deserta.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.