Os SuperDragões, claque do FC Porto, demarcaram-se, esta sexta-feira, dos atos de vandalismo verificados no prédio do árbitro Vasco Santos.

Numa nota publicada na página do Facebook da claque do FC Porto, os SuperDragões manifestam repúdio "por todas as ações de coação, perseguição ou tentativa de condicionamento a qualquer elemento de uma equipa de arbitragem ou seus familiares".

"Lamentamos e repudiamos todas as ações de coação, perseguição ou tentativa de condicionamento a qualquer elemento de uma equipa de arbitragem ou seus familiares. Nesse sentido, os atos de vandalismo na habitação do árbitro Vasco Santos merecem total repúdio da nossa parte. O árbitro em questão tem um histórico de erros em prejuízo do FC Porto, mas tal jamais seria justificação para levar a cabo tais atos", pode ler-se no texto.

A claque nortenha, contudo, aproveitou para deixar várias alfinetadas ao Benfica.

"É bom recordar que, em Portugal, sempre que as autoridades conseguiram identificar, acusar, julgar e punir os autores deste género de acontecimentos, os mesmos pertenciam sempre ao mesmo clube. Foi assim na agressão no Centro Comercial Colombo ao atual presidente da Liga de Clubes, Pedro Proença, bem como na perseguição de que o árbitro Jorge Sousa e a sua família foram alvo", recordaram.

"Esta tentativa de querer criar vítimas indefesas e factos externos para silenciar e abafar a investigação que está em curso na Unidade Nacional de Combate à Corrupção da Polícia Judiciária já não engana nem os mais distraídos. Isto é o verdadeiro gato escondido com rabo de fora, ou talvez o milhafre escondido com asa de fora", concluíram.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.