Em comunicado, a UMinho acrescenta que a plataforma Talent Spy (www.ftspy.com) contém informações de 100 mil jogadores de 6.000 equipas, ligados a 250 competições de 50 países, como o Qatar, a Argentina, os Estados Unidos, a China, o Brasil e a África do Sul.

O comunicado sublinha que se trata do “melhor software de gestão” para descobrir futuros craques de futebol.

O Talent Spy nasceu há três anos, numa altura em que a empresa F3M decidiu apostar em áreas "facilmente exportáveis", como a saúde, o turismo e o desporto.

Uma análise de mercado levou-a a ver uma oportunidade de negócio no ‘scouting’ futebolístico – captação, gestão e acompanhamento de novos talentos.

“O projeto surgiu, numa primeira fase, para colmatar as necessidades de clubes e agências sem estruturas de observação, auxiliando-os na procura de novos Cristianos Ronaldos ou Messis”, afirmou à Lusa Pedro Vital, um dos mentores da plataforma.

Sublinhou que, em Portugal, apenas o Benfica, o FC Porto, o Sporting e o Braga dispõem de equipas internas de ‘scouting’.

Com o Talent Spy, os ‘scouts’ (treinadores, olheiros, agentes, entre outros) conseguem saber "quase tudo" sobre jogador (júnior ou sénior) a residir num qualquer ponto do planeta, desde o perfil, o historial clínico, a condição psicossociológica e a situação contratual até à performance em determinado jogo ou treino, ao registo de lesões e tempos de paragem e ao valor de mercado.

"Este é o primeiro software que junta dados estatísticos e informação qualitativa produzida em exclusivo por especialistas de várias áreas espalhados pelos vários continentes”, sublinha o comunicado da UMinho.

A plataforma contém ainda gráficos que ajudam a perceber a evolução dos atletas em vários escalões etários e vídeos como suporte.

Através desta ferramenta, é possível, por exemplo, chegar aos eventos desportivos de bairros sociais ou descobrir os melhores "pés esquerdos" da equipa sub-16 da Argentina.

Entre os principais clientes da plataforma, estão os clubes que lançaram aqueles que são considerados os dois melhores jogadores do mundo da atualidade, o Sporting (Cristiano Ronaldo) e o Newell’s Old Boys (Leonel Messi), bem como a maior rede televisiva africana, a SuperSport, que integra 240 canais temáticos.

Há ainda pedidos específicos de empresários da América Latina e da Ásia e relatórios solicitados por clubes de referência.

O Talent Spy tem também estado em contacto com a MLS - Major League Soccer, principal campeonato de futebol dos Estados Unidos e do Canadá.

A longo prazo, o projeto quer alargar-se a outras modalidades, conquistando novos mercados, bem como apostar num “Facebook do futebol”, uma espécie de “market place”, a partir do qual será possível comunicar diretamente com os agentes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.