As obrigações que a SAD do Sporting quer reembolsar dentro de seis meses estiveram suspensas, mas voltaram a ser negociadas esta quinta-feira, com uma queda de 5,26%.

Os títulos de dívida dos 'leões' voltaram a ser negociados depois da SAD ter anunciado que vai convocar uma assembleia geral de obrigacionistas, para 4 de maio, reunião onde irá propor o adiamento de seis meses do reembolso aos obrigacionistas.

Nesta proposta enviada à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) a SAD ‘leonina’ dá conta da intenção de “modificar os termos e condições das obrigações” denominadas ‘Sporting SAD 2015-2018’, nomeadamente a “data de reembolso de 25 de maio de 2018 para 26 de novembro de 2018”.

A mesma fonte garante que adiamento prende-se com a “intenção” de realizar o reembolso destas obrigações “com os fundos obtidos no âmbito de uma nova oferta pública de subscrição de obrigações, no valor de 30 milhões de euros, cuja emissão deverá ter lugar no último trimestre de 2018”

Para poder reembolsar os 30 milhões de euros aos obrigacionistas sem pôr em causa as suas contas, a SAD verde e branca precisa de ir ao mercado novamente levantar esse montante, o que ainda não aconteceu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.