Dias Ferreira afirmou esta quarta-feira que está confiante na aprovação, por parte da Assembleia Geral de Adeptos, da intenção de levar a antiga direção do Sporting a tribunal.

Em declarações à rádio 'Antena 1', o antigo dirigente leonino garantiu que toda a gente tem de prestar contas pelas próprias ações.

“Tenho poucas dúvidas de que não seja aprovada em Assembleia Geral [A possibilidade de levar a direção do Sporting a tribunal]. É uma promessa eleitoral e os adeptos não estão contra esse programa. Acredito que vão aprovar até porque está prevista na lei. Todos nós temos de prestar contas por aquilo que fazemos. Seja à família, à empresa, aos amigos ou ao Estado. Todos temos de descortinar. Quem tem medo, não digo que compre um cão porque pode ser mordido, mas tem de se orientar. As auditorias servem para alguma coisa, mas quem as faz e que sabe”, frisou Dias Ferreira.

Sobre as expectativas para este ano, o antigo candidato à presidência do Sporting afirma que não cede à euforia à volta da equipa.

“Não é fácil conseguir um resultado positivo de um dia para o outro. Quando as gestões são equilibradas os resultados devem aparecer e têm aparecido. Ficarei satisfeito se toda a situação do ano passado fique consolidada. Não sou de fácil euforia porque acho difícil fazer tudo de uma vez só. As contas estão equilibradas e portanto querer tudo não é o ideal. Vale mais dois passos seguros do que um grande passo que nos desequilibre”, referiu.

Em causa está a intenção da atual direção do Sporting que pretende levara tribunal a direção do antigo presidente, Godinho Lopes. Contudo, Bruno de Carvalho apenas segue com a ideia se esta for aprovada pela assembleia geral de adeptos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.