Três dos 12 detidos nos incidentes junto ao estádio da Luz momentos antes do Benfica-FC Porto, da 25.ª jornada da Liga de futebol, são julgados hoje em processo sumário no Campus da Justiça de Lisboa.

Dois arguidos serão julgados a partir das 14h30, enquanto o início do julgamento de um outro detido está programado para as 15h00.

O julgamento em processo sumário de mais sete arguidos está marcado para quarta-feira, também a partir das 15h00. Os restantes dois detidos serão levados a julgamento após suspensão provisória.

Os 12 detidos foram presentes a 4 de Abril no Tribunal de Pequena Instância e o Ministério Público decidiu que os arguidos fossem julgados em processo sumário.

Os incidentes junto ao estádio da Luz ocorreram cerca de uma hora antes do início do jogo, com a polícia a ser obrigada a disparar tiros de borracha e a investir sobre adeptos do Benfica, que arremessavam pedras e bolas de golfe sobre adeptos do FC Porto

Da acção policial resultou várias detenções e quatro feridos, entre os quais um agente das forças de segurança.

Os distúrbios começaram quando centenas de adeptos do FC Porto, que se acumulavam junto às entradas para o estádio devidamente escoltados pela polícia, que formou uma zona tampão em seu redor, começaram a ser alvejados com pedras e bolas de golfe por parte de presumíveis adeptos do Benfica.

As pedras usadas foram retiradas das obras de prédios de um condomínio fechado junto ao edifício do Media Markt, o que forçou a polícia a investir sobre a zona de onde foram lançadas as pedras e a disparar balas de borracha.

Face à acção policial, os adeptos "encarnados" dispersaram, mas, de repente, nas imediações do pavilhão e do Media Markt, iniciaram-se confrontos entre a polícia e adeptos do Benfica, dos quais resultaram alguns feridos, que sangravam da cabeça.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.