Ulisses Morais reconheceu "vontade" nos jogadores, após três triunfos seguidos na condição de visitante e em competições diferentes, mas disse que "as vitórias acontecerão com naturalidade em casa ou fora".

"As nossas diferenças nos jogos em casa ou fora têm que ver com o campo. Não alteramos os princípios, dividimos o jogo mais perto da baliza adversária e, por isso, estamos mais perto das vitórias", disse o técnico.

Ulisses foi claro: "Quando os resultados resultam do nosso trabalho, ficámos mais confiantes”, mas "é preciso evitar deslumbramentos".

O treinador da formação nortenha, que só por uma vez jogou em casa desde que começou a treinar a equipa (derrota por 1-0 com a União de Leiria, a 1 de Novembro), prometeu respeito pelo Leixões, sem olhar ao momento da equipa, penúltima da classificação, com oito pontos.

"A grande preocupação é connosco, mas preocupamo-nos quanto baste com os adversários, sem olhar muito ao seu momento, sem baixar a fasquia, e, mostrando respeito, para que não nos faltem ao respeito", sublinhou.

O técnico enalteceu ainda a resposta "muito positiva" dos jogadores que integram o plantel e referiu que, "se [estes] continuarem a dar provar todos os dias, o Paços tem um conjunto de valias para enfrentar a segunda parte do campeonato" sem precisar de se reforçar.

O Paços de Ferreira, actual décimo classificado, com 10 pontos, recebe domingo o Leixões, 15.º da geral, pelas 16:00, em jogo com arbitragem de Bruno Paixão, de Setúbal.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.