O treinador do Rio Ave reconheceu que o clube «pode manter-se na luta por um lugar europeu» caso consiga «um bom resultado» no domingo, frente ao Beira-Mar, em jogo da 28.ª jornada da Liga de futebol.

Carlos Brito sublinhou que a qualificação para as competições europeias nunca foi o principal objetivo da equipa, mas, com o actual sexto lugar que o emblema da foz do Ave ocupa, o técnico não exclui essa possibilidade.

«Nunca foi um nosso objectivo, por razões óbvias. Aliás, em Janeiro, havia outras equipas apontadas aos lugares europeus. Não é falta de ambição, mas, sim, a realidade. Mas temos a consciência de que se fizermos um bom resultado em Aveiro estamos nessa luta», afirmou.

Sobre o embate com os aveirenses, Brito não escondeu as dificuldades que espera: «Vão defrontar-se duas equipas idênticas na forma de jogar, na postura e na dinâmica que transmitem», disse o técnico, acrescentando: «Prevejo um jogo extremamente equilibrado, até porque a diferença pontual entre ambos não é muito significativa».

O técnico do Rio Ave não poupou elogios à carreira do adversário no campeonato: «O Beira-Mar tem vindo a realizar uma boa época. Um clube que subiu de divisão e consegue nessa época manter-se na Liga só pode ter uma boa equipa», disse Carlos Brito, considerando que «o factor casa pode ter algum peso neste jogo».

Para este desafio com os aveirenses, Carlos Brito não pode contar com os lesionados Bruno China, Mendes e Ricardo Fernandes, além do castigado Saulo.

Por outro lado, o médio Braga e o defesa Tiago Pinto, ambos habituais titulares, cumpriram na ronda anterior uma partida de suspensão e já podem dar o contributo à equipa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.