Um homem detido e quatro pessoas identificadas foi o resultado dos incidentes nas bancadas do estádio de Coimbra durante o jogo de futebol entre a Académica e o Benfica no sábado, disse à Lusa a PSP.

Devido aos incidentes entre adeptos das duas equipas que obrigou à interrupção do jogo particular ao minuto 30, a PSP foi obrigada a intervir, tendo detido um homem e identificado outras quatro pessoas.

Um dos adeptos necessitou de assistência hospitalar devido a uma queda, depois de ter sido assistido na pista de atletismo do Estádio Cidade de Coimbra.

Alguns adeptos chegaram a entrar na pista de atletismo para fugir aos desacatos, que obrigaram à intervenção da polícia.

Segundo a PSP, os desacatos começaram quando elementos da claque da Académica de Coimbra invadiram setor que estava reservado aos adeptos do Benfica.

No final do jogo, que o Benfica venceu por 8-0, o treinador o treinador do clube encarnado, Bruno Lage, insurgiu-se contra os adeptos que provocaram desacatos e apelou a que se comece a prender os desordeiros.

Lage e os confrontos nas bancadas: "Temos de começar a prender esta malta, seja preto, vermelho, azul, ou verde"
Lage e os confrontos nas bancadas: "Temos de começar a prender esta malta, seja preto, vermelho, azul, ou verde"
Ver artigo

“Antes de falar do jogo, quero falar do minuto 30. Isto tem de acabar! Houve um adepto que foi para o hospital e ninguém foi preso. A gente tem de começar a prender esta malta, esteja ela vestida de preto, de vermelho, de azul ou de verde”, afirmou Bruno Lage, indignado com as cenas de violência que forçaram à interrupção do jogo entre as duas equipas.

Para o treinador “perde-se muito tempo a falar de outras situações” quando estes episódios de violência “é que não deviam ser tolerados e têm de ser encarados de outra maneira”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.