Uma notícia positiva para combater tantos positivos por COVID-19. O Sporting estreou-se com uma vitória no primeiro jogo da temporada, depois de adiada a estreia na Primeira Liga frente ao Gil Vicente. O adversário parecia mais à medida, face às várias ausências e o Sporting acabou por ser cerebral e eficaz frente a um adversário claramente mais débil. Um dos pontos positivos foi a estreia de Tiago Tomás a marcar, com o jovem avançado de 18 anos a relegar Sporar para o banco de suplentes.

Desafio mais complicado estará certamente à espera do Sporting na capital do móvel frente ao 13.ª classificado da I Liga. Na primeira jornada, o conjunto pacence empatou a uma bola no reduto do Portimonense e quererá certamente somar pontos em casa frente ao leão.

Historicamente o leão tem sido mais feliz, embora tendo conhecido já alguns dissabores, com destaque para a temporada de 2002/03, ano em que o Sporting sofreu uma pesada derrota na Mata Real, ao ser derrotado por 4-0. Mas feitas as contas, os verdes e brancos levam a melhor, com 11 vitórias contra cinco empates e cinco derrotas. Mas pelos números dá para perceber que a visita à capital do móvel foi muito vezes um terreno maldito para o conjunto lisboeta.

Porém, as últimas quatro temporadas não têm sido marcadas por sobressaltos com os leões a somarem quatro vitórias consecutivas em outras tantas temporadas. No ano passado, o encontro acabou por ser pautado por muita emoção. Luiz Phellype deu vantagem aos verdes e brancos à passagem do minuto 11´. Na segunda parte, o Paços de Ferreira chegou ao empate à passagem do minuto 74´. Contudo, cinco minutos volvidos e os leões apontaram o golo do triunfo numa grande penalidade convertida por Bruno Fernandes.

Os últimos dias têm dado bons sinais à equipa do leão. Todos os elementos da equipa que estão presentes na 'bolha' testaram negativo e estiveram aptos para a partida da terceira pré-eliminatória da Liga Europa.

Para já, baixas confirmadas são ainda os nove jogadores infetados com COVID-19 e que estão em isolamento. Também Rúben Amorim vai falhar o encontro por fazer parte da lista de infectados.

Declarações dos dois técnicos:

Emanuel Ferro fez, ao início da tarde deste sábado, a antevisão do jogo com o Paços de Ferreira, da 2.ª jornada da I Liga. O técnico-adjunto do Sporting revelou o que espera do jogo.

Sobre as opções para jogo com o Paços Ferreira, Emanuel Ferro salientou que cada jogo é um momento próprio, cada jogo tem nuances que queremos dar. Temos um plantel variado que nos dá diferentes opções. É toda uma dinâmica envolvida e não só um jogador. Conhecemos as características do Jovane, estávamos mais habituados a vê-lo na ala. O Sporar é diferente. Neste momento é assim. Vai ser uma época larga. Será para rentabilizar a performance da equipa".

"Vamos encontrar dificuldades semelhantes às do ano passado, é a mesma equipa. Consegue transmitir paixão pelo jogo, tem bem definida a forma de jogar, muito solidária. A jogar bem no espaço interior, com jogadores com muita experiência. Personalidade forte, processos simples mas bem definidos sem descurar a responsabilidade defensiva. Consideramos que somos capazes de ultrapassar isso com boa capacidade de ter a posse da bola, chegar ao ataque e ser dominadores, como no último jogo em que após perdermos a bola tivemos uma boa capacidade de reagir. Não será muito diferente", referiu ainda.

o treinador Pepa lamentou hoje as ausências no Sporting, "uma equipa com dinâmica forte", e pediu para domingo um Paços de Ferreira com identidade, capaz de juntar exibição e resultado.

Pepa, que falava em conferência de imprensa, defendeu que as ausências forçadas nos ‘leões’ não são "uma oportunidade para o Paços", que deverá focar-se no que deve fazer.

“Só tenho a lamentar (as ausências). Vamos procurar fazer um grande jogo, preparados para um Sporting forte, com uma dinâmica muito forte a partir da entrada do Rúben (Amorim). É mais um jogo para desfrutar e sermos iguais a nós próprios, ao que temos sido, uma equipa que sabe e gosta de ter bola, agressiva no bom sentido. É mais um jogo que queremos ganhar", disse.

O técnico pacense quer ver repetidas no domingo as coisas boas do jogo de Portimão, nomeadamente "uma equipa agressiva e concentrada, capaz de se agarrar ao jogo com tudo, e com margem para crescer", insistindo na ideia de que "o Paços fica mais próximo de vencer se conseguir juntar dinâmica e qualidade de jogo".

Arbitragem

O Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol escolheu Fábio Veríssimo, da Associação de Futebol de Leiria, para apitar a partida entre Paços de Ferreira e Sporting, a contar para a 2.ª jornada da I Liga, marcada para as 18.30 horas de domingo, dia 27, no Estádio Capital do Móvel.

O encontro marcará a estreia do conjunto leonino na presente edição da prova, depois de este ter visto adiado o encontro da 1.ª jornada, com o Gil Vicente, em virtude do surto de COVID-19 que atingiu os plantéis dos dois clubes.

A auxiliá-lo, Fábio Veríssimo terá como árbitros assistentes Bruno Rodrigues e Pedro Martins, com João Malheiro Pinto a desempenhar as funções de 4.º árbitro. O videoárbitro será Bruno Esteves, com André Campos como AVAR (videoárbitro assistente).

O Sporting recebe o Paços de Ferreira este domingo, com o jogo a ter início às 18h30 na Mata Real.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.