O União da Madeira vai recorrer para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) da decisão do Conselho de Disciplina, que este terça-feira considerou improcedente o recurso dos insulares, no caso Santa Clara.

O recurso dos madeirenses, que têm dez dias para o fazer, terá um efeito suspensivo - classificação que já lhe tinha sido dada anteriormente pelo CD - o que pode por em causa o início dos campeonatos profissionais, dado que está em causa a descida e promoção de clubes.

Por ter sido considerado improcedente o recurso do União da Madeira, o Santa Clara viu confirmada a sua presença na I Liga, enquanto os insulares vão ter de disputar o Campeonato de Portugal.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.