Declarações de Vasco Seabra, treinador do Moreirense, à Sport TV, após a derrota diante do SC Braga (0-4), no Parque Desportivo Comendador Joaquim de Almeida Freitas, da 16.ª jornada da I Liga.

"Entrámos como não somos. Os primeiros 20 minutos não existiram da nossa parte. Fomos amorfos e apáticos, não fomos pressionantes nem agressivos e isso dificultou de sobremaneira a nossa tarefa."

"O resultado acaba por ser demasiado volumoso para aquilo que aconteceu, mas é óbvio que é uma vitória justa do Braga. Aquilo que tem de ser retirado são aqueles 20 minutos. A nossa entrada não pode ser com falta de concentração, agressividade e coesão."

"Posteriormente, conseguimos equilibrar o jogo. Na segunda parte, tivemos uma reação de acordo com aquilo que somos, muito mais intensos e agressivos, a rodar a bola para atingir a baliza adversária. Tivemos oportunidades e diminuímos as chances contrárias."

"Todos os dados que íamos sentindo da equipa eram de confiança apontavam para uma grande vontade de entrarmos pressionantes, fortes e coesos. Só que não conseguimos fazê-lo. Temos de conversar sobre isso internamente e corrigir aquilo que fizemos."

"Por vezes, pagamos caro para aprender. Queremos que isto fique marcado para nós, de forma a perceber que não podemos dar um segundo ao adversário em qualquer jogo."

"O mercado está a terminar e penso que não teremos novidades. Confiamos nos nossos jogadores e na nossa competitividade. Queremos ter o grupo todo disponível, porque teremos muitas semanas incompletas e precisamos de estar fortes e frescos."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.