Luís Filipe Vieira anunciou o fim do apelo ao boicote dos adeptos aos jogos fora do Estádio da Luz.

Numa carta dirigida aos sócios encarnados, o presidente do Benfica explicou o que o levou a reconsiderar na medida de protesto pelas más arbitragens que teriam prejudicado o clube da Luz no campeonato.

"Fui alvo, ao longo dos últimos meses, de muitos apelos, de pessoas singulares e de várias Casas do Benfica e até de Clubes. Fui sensível a esses apelos e levei o assunto ao plenário de órgãos sociais que ontem [sexta-feira] se realizou, tendo sido decidido que - independentemente da razão que nos assiste - é tempo de retirar o apelo ao boicote e continuar a acreditar na equipa campeã nacional. Juntos, como sempre, e determinados como nunca, vamos ultrapassar todos os obstáculos", afirmou.

A missiva escrita por Vieira reforça ainda a defesa de Jorge Jesus já manifestada esta semana. "Sei do desencanto dos benfiquistas. Partilho desse desencanto, lamento o percurso acidentado que temos vivido, mas estou certo de que os primeiros a lamentá-lo são os nossos jogadores e a nossa equipa técnica. De uma coisa tenho a certeza: nunca devemos cair na tentação de reagir a quente, ou escolher o caminho mais fácil, porque o caminho mais fácil, muitas vezes, é aquele que nos leva aos maiores problemas".

Os órgãos sociais do Benfica decretaram há cerca de três meses um boicote dos adeptos aos jogos fora do Estádio da Luz, tendo disputado assim quatro partidas no campeonato: três vitórias (Marítimo, Portimonense e Beira-Mar) e uma derrota (FC Porto).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.