O treinador do Gil Vicente sublinhou que o jogo com o Portimonense teve partes distintas, felicitando o adversário pelo triunfo antes de deixar um alerta aos seus jogadores.

"Foi um jogo que teve duas partes distintas. O Gil Vicente dominou a primeira parte, chegou por várias vezes à baliza adversária e poderia ter feito algum golo. Na segunda parte o Portimonense fez um grande golo, um golo de bandeira, e ganhou. Marcou um golo, portanto mereceu ganhar. O jogo teve pouca qualidade, o que é natural, tendo em conta as circunstâncias. Mesmo assim, deveríamos ter feito mais e melhor", reconheceu.

O técnico do conjunto de Barcelos falou, depois, de como encara este recomeço e o que falta jogar da competição, depois de tanto tempo de paragem devido á COVID-19. "Este campeonato vai ser muito difícil para muita gente, incluindo o Gil Vicente. Não sabemos muito bem o que vai acontecer e pelo menos nestes primeiros três ou quatro jogos as surpresas vão suceder-se com alguma facilidade. As equipas não têm ritmo e isso viu-se nos últimos 25 minutos, que foram fracos para um jogo do nível de I liga", sublinhou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.