Vítor Manuel de Oliveira Lopes Pereira assumiu o cargo de treinador principal do FC Porto herdando de André Villas Boas a equipa campeã nacional, vencedora da Taça de Portugal, Supertaça e Liga Europa. Uma função na qual o ex-adjunto precisa de mostrar que tem competência para manter a veia vencedora do Dragão. Esta época com responsabilidades acrescidas na Liga dos Campeões. Isto para não esquecer a Supertaça Europeia que terá de disputar em Agosto frente ao Barcelona.

Mas quem é Vítor Pereira? Deu os primeiros passos como treinador dos Juniores (sub15) do Padroense Futebol Clube em 2002/2003 tendo, na época seguinte, sido transferido para o FC Porto para o cargo de treinador dos Júniores (sub15) onde ficou por duas épocas, até 2004/2005. Ainda nessa temporada assumiu o cargo de treinador da Sanjoanense (da II Divisão) tendo saído logo em 2005/2006 para o SP. Espinho (também da II Divisão) onde ficou até 2006/2007.

E novo regresso ao Dragão, novamente para o cargo de treinador dos mais novos. Época seguinte, sai para o Santa Clara onde fica até 2009/2010. É na época de 2010/2011, que regressa ao Dragão, desta vez para adjunto de Villas Boas onde acompanhou uma época histórica do FC Porto.

Agora, com a saída “inesperada” de Villas-Boas, assume o cargo principal na equipa campeã nacional com uma cláusula de rescisão de 18 milhões de euros. A aposta de Pinto da Costa foi rápida e sem dar tempo a especulações. Sobe o adjunto com um contrato de dois anos com o desejo de não apanhar pela frente, na Liga dos Campeões, o Chelsea liderado por Villas-Boas, que abandonou a cadeira de sonho.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.