O defesa central Ricardo (ex-Paços de Ferreira) e o defesa esquerdo Anderson Santana (ex-Terek Grozny), o médio Edson Sitta (ex-Ceará) e os avançados Edgar Silva (ex-Nacional), William (ex-FC Anzhi) e Maranhão (ex-Anapolina) são, para já, os reforços vitorianos.

Para o presidente vitoriano, Macedo da Silva, as expectativas para a temporada que se avizinha “são boas”, tendo colocado a fasquia nos “cinco primeiros lugares” do campeonato, que começa dentro de sensivelmente dois meses.

“Pela sua grandiosidade e pelo plantel que estamos a construir, o Vitória de Guimarães tem essa obrigação”, afirmou o dirigente.

Macedo da Silva disse ainda que deverão ser contratados mais jogadores para formar “um plantel à imagem do Vitória” e que pode haver alguma saída, até porque, notou, “o futebol é um comércio e o Vitória tem necessidade de vender um activo para controlar a sua parte financeira”.

No entanto, avisou, “não sai ninguém por um valor que não nos satisfaça”.

Disse ainda estar “muito satisfeito” pelo regresso de Manuel Machado a Guimarães e ao Vitória, um desejo antigo, relembrou, mas que só se concretizou agora, “na altura certa”, disse.

O treinador, de 54 anos, que orientou a equipa na época 2004/05, qualificando-a para as competições europeias, corroborou as expectativas e ambições do presidente: “O objectivo é ficar entre os cinco primeiros clubes de Portugal”.

“Há os ‘três grandes’, que cronicamente ocupam três dessas cinco posições, e depois existem quatro ou cinco clubes de dimensão muito semelhante no plano desportivo - porque no plano social é difícil igualar a dimensão do Vitória – e que estão apetrechados de forma semelhante à nossa”, analisou.

Após passagens por Nacional, Académica, Sporting de Braga e novamente o Nacional, o técnico está de regresso ao Vitória de Guimarães, algo que considerou “normal”. “Sou uma pessoa da casa e sócio”, explicou.

“Já falei com os jogadores e disse que o Vitória não é melhor ou pior do que os outros clubes, é diferente. Esta cidade respira futebol e os jogadores têm de perceber essa situação”, frisou Manuel Machado.

O reforço Edson Sitta manifestou vontade de lutar não só pelas competições europeias, mas pelo título.

“Não temos que pensar só no quinto lugar, mas lutar também pelo título. É complicado, temos de respeitar as outras equipas que também têm qualidade, mas temos que sonhar alto porque assim alcançamos algo melhor”, referiu o médio ex-Ceará, que já alinhou no Nacional.

Até à partida para o estágio em Quiaios, entre 21 de Junho e 03 de Julho, os jogadores vão completar os testes médicos e tratar de questões burocráticas, não realizando qualquer treino em Guimarães.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.