A jornada de estreia da Liga 2009/2010 abriu sexta-feira com o empate a zero do Belenenses em Matosinhos e terminou com novo “nulo”, depois de FC Porto, Sporting e Benfica também não terem também conseguido mais que igualdades, todos a um golo e depois de estarem a perder.

Os “leões” empataram no reduto do Nacional, o FC Porto em Paços de Ferreira e o Benfica, fulgurante na pré-temporada, na recepção ao Marítimo.

Na Madeira, o Sporting ficou em desvantagem no marcador aos 27 minutos, depois de um golo de João Aurélio.

Até então herói na partida, o avançado do Nacional introduziu a bola na própria baliza, aos 75 minutos, e ofereceu o empate à equipa de Paulo Bento.

Em Paços de Ferreira, o FC Porto perdeu Hulk, expulso, e sofreu para empatar: os "dragões" sofreram o golo aos 12 minutos, por intermédio de Ricardo, e empataram aos 78, com um cabeceamento eficaz do suplente Falcão.

Já na Luz, o Benfica, de Jorge Jesus, viu Alonso transformar uma grande penalidade, aos 25 minutos. Perto do fim, e depois de Cardozo ter sido incapaz de marcar uma grande penalidade, o suplente Weldon empatou aos 86 minutos.

O Sporting de Braga assume-se assim como líder, já que foi a única equipa a vencer: Meyong, aos 87 minutos, ofereceu à liderança a Domingos Paciência e a última posição à Académica de Coimbra.

Na Figueira da Foz, a Naval e o regressado Olhanense empataram a zero e, em Leiria, o Rio Ave ia estragando o regresso da equipa de Manuel Fernandes à Liga.

Os vila-condenses estiveram a vencer por 1-0, com um golo de Wires, aos 36 minutos, na transformação de uma grande penalidade, mas Carlão empatou aos 70, na estranha jornada dos sete empates... com escassos nove golos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.