Com a destituição do Conselho Diretivo liderado por Bruno de Carvalho, Sinina Mihajlovic deve abandonar o Sporting. A ele pode agora juntar-se o guarda-redes Emiliano Viviano. O jogador italiano ainda foi contratado por Bruno de Carvalho e pode não chegar a iniciar trabalho em Alvalade.

Segundo ‘A Bola’, o guarda-redes de 32 anos admitiu que ter Mihajlovic como treinador foi um dos fatores mais importantes para aceitar a transferência para o Sporting, caso o treinador sérvio saia, não é certo que Viviano queira ficar em Lisboa. Além disso, o salário do guarda-redes apresenta valores demasiado elevados para os ‘leões’, visto que Viviana teria um ordenado de cerca de 3,2 milhões de euros brutos por ano, um valor muito acima do recebido anteriormente por Rui Patrício – 2,4 milhões de euros brutos por ano.

A Comissão de Gestão está a analisar a situação atual do Sporting e a procurar uma forma de rescindir com Sinina Mihajlovic e Emiliano Viviano o quanto antes alegando que, pelo menos o treinador, ainda está ativo o período experimental.

Caso Viviano saia, a Comissão de Gestão vai ainda ter de procurar um novo guarda-redes, sendo que o mercado nacional pode ser uma opção para os ‘leões’. Outra das opções pode ser Beto, antigo jogador do Sporting que joga atualmente no campeonato turco e que está a representar a seleção nacional no Mundial 2018.

A confirmação das decisões tomadas pela Comissão de Gestão pode surgir ainda esta quarta-feira, depois de Sousa Cintra ter prometido “boas informações” e “decisões acertadas” para o dia de hoje.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.