Em entrevista exclusiva ao site Goal.com, o brasileiro Wendel reconheceu que Bruno Fernandes é, neste momento, o grande nome do Sporting, e defendeu também que as críticas a Marcel Keizer são injustas.

"São injustas. É um ótimo treinador que ajuda todos aqui. Perder faz parte, é futebol. É fácil criticar de fora, infelizmente existe muita injustiça. Mas vamos melhorar, por ele e pelo Sporting", começou por dizer Wendel.

"Damos sempre o máximo no dia a dia, nos treinos, nos jogos... Todos aqui se conhecem, todos trabalham bem. Falta sorte, falta a bola entrar", acrescentou.

O médio admitiu que Bruno Fernandes é o principal nome deste Sporting, destacando a sua influência e capacidade de decidir bem.

"Somos nós que participamos em tudo com ele, somos nós que fazemos um passe, são os atacantes que sofrem os penáltis, etc. Todos ajudam. Quando o Bruno pede rapidamente a bola, temos a certeza que algo de bom vai acontecer. Ele tem uma leitura de jogo diferenciada, pensa sempre na jogada antes de todos. Tem sempre uma jogada guardada no bolso e prevê os lances. Deixa sempre um atacante na cara do guarda-redes, marca golos... Se o Bruno pedir a bola, então precisas de lha dar", atirou Wendel, que não se considera o melhor do Sporting a seguir ao capitão.

"Há muita gente à minha frente ainda. Há o Acuña, o Coates, o Mathieu... outros jogadores que admiro muito aqui dentro. Depois venho eu [risos]", brincou, falando depois do seu papel na equipa verde e branca: "Muita linha de passe, bom passe, saída de bola com qualidade e marcação também", sublinhou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.