À margem da conferência de imprensa realizada esta sexta-feira no auditório do Centro de Treinos e Formação Desportiva PortoGaia, no Olival, André Villas Boas garantiu que não espera entradas nem saídas do plantel, a não ser que alguns jogadores queriam sair.

“Sei que pode haver frustrações no plantel por ficarem jogadores de fora. Mas, por mim, tenho previsto zero entradas e zero saídas no plantel”, disse André Villas-Boas.

O treinador voltou a dizer que existe uma grande competitividade para conseguir os lugares titulares mas realçou que se trata de uma luta saudável. No entanto, Villas-Boas deixou a porta aberta para Ukra e Castro, pró se tratarem de jovens talentosos.

“O Castro e Ukra têm a escolha de poder sair. Eu quero-os cá pela qualidade em campo e rendimento em treino que me oferecem, não abdico deles. Mas as frustrações de não jogarem dependem de cada um”, justificou.

Quem também tem porta aberta para as competições é Mariano González. O treinador do FC Porto disse que ainda não poderá contar com o argentino para o primeiro jogo da Taça da Liga, já no inicio de Janeiro, mas a partir o extrema será mais uma opção para o ataque dos azuis e brancos, realçando a “força de espírito” do atleta no balneário.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.