A direção do Académico de Viseu, da II Liga de futebol, garante que o plantel profissional tem os salários em dia, negando situações de dificuldades pessoais e familiares dos jogadores, por problemas financeiros.

Em conferência de imprensa, os responsáveis do clube reagiram a recentes notícias que falavam de salários em atraso e de jogadores a passar dificuldades, situação prontamente negada por André Castro, diretor desportivo, e por Tiago Gonçalves, capitão de equipa do Académico de Viseu.

Na sala estava todo o plantel profissional do Académico de Viseu, solidário com a posição manifestada pelos responsáveis do clube.

André Castro garantiu ser "o Académico um clube cumpridor, que honra sempre todos os seus compromissos", adiantando que "ter um mês ou outro os salários em atraso é normal, mesmo nos grandes clubes", considerou.

Esta posição foi secundada por Tiago Gonçalves, que afirmou: "Estou há oito épocas no clube e não me devem um cêntimo", manifestando ainda o seu desagrado pelo que, considera, "notícias que apenas servem para destabilizar os jogadores e manchar o bom nome do Académico de Viseu".

"O presidente nunca deixou faltar nada ao clube", concluiu.

O Académico de Viseu é 13.º classificado na II Liga de futebol e prepara o jogo de sábado, em Braga, frente à equipa B do Sporting local, da 26.ª jornada.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.