Álvaro Magalhães, treinador da Naval 1.º de Maio, da II Liga de futebol, lamentou hoje as dificuldades por que o clube está a passar e diz que o seu futuro passa por onde lhe derem condições.

«Eu quero uma equipa que me dê condições para me preocupar só em treinar, sem estar preocupado com outros assuntos», disse, após o empate com o Sporting da Covilhã, o técnico, para quem «o que se passou este ano na Naval dá para escrever um livro».

Apesar dos vários meses de salários em atraso, o treinador elogia a entrega dos jogadores e a «capacidade de sofrimento».

«Podem-nos tirar pontos, podem tirar o que quiserem, esta equipa tem mostrado que não nos conseguem derrubar», acentuou Álvaro Magalhães.

O técnico sublinha que o plantel tem conseguido esquecer o que se passa fora do campo. Sobre o futuro da Naval, frisa que só terá certezas quando forem tomadas decisões.

«Dizem que há investidores, depois não há. Eu acredito quando as pessoas se sentarem à mesa e derem condições aos profissionais, aos jogadores, para concretizarem um projeto», realçou Álvaro Magalhães, que já garantiu a permanência da equipa na II Liga de futebol.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.