O Arouca foi anexado ao processo em que o Académico de Viseu incorre na pena de exclusão da II Liga por "eventual prestação de falsas informações à Liga", confirmou hoje à Lusa fonte do clube arouquense.

Questionada sobre a eventualidade de um procedimento cautelar em relação ao sorteio das competições profissionais de seta-feira, a mesma fonte afirmou que o Arouca não vai avançar com nenhuma providência cautelar, por entender que uma decisão do Conselho de Disciplina federativo antes ou depois do sorteio não vai interferir na decisão final do processo.

O Arouca, 16º classificado da última edição da II Liga, desceu ao Campeonato de Portugal e está atento ao processo, na expectativa de que possa ser integrado no escalão secundário já em 2019/20.

Os regulamentos da Liga de clubes dizem que, no caso de uma subida ou descida ‘administrativa’, tem de haver uma época de permeio até à integração do clube num campeonato desde a decisão final, mas a interpretação do Arouca e do seu departamento jurídico é que isso só se aplica se houver uma decisão final no decorrer do próximo campeonato, confiando na celeridade na tomada de uma decisão.

O Académico de Viseu pode ser excluído da II Liga, por falsas declarações sobre a inexistência de dívidas a jogadores em 2017/18, segundo o relatório da Comissão de Instrutores (CI), a que a teve acesso.

Em 28 dezembro de 2018, foi instaurando ao emblema viseense um processo disciplinar por “eventual prestação de falsas informações à Liga”, nomeadamente sobre o cumprimento dos pressupostos de natureza financeira para a época 2018/19, que viria a terminar no 11.º lugar.

O Académico de Viseu está entre os clubes licenciados pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) para a temporada 2019/20, anunciou o organismo, em 21 de junho último.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.