A Câmara Municipal da Covilhã aprovou a atribuição de um apoio ao Sporting da Covilhã para esta época desportiva no valor de 180 000 euros, valor que fica abaixo dos 230 000 concedidos no ano passado.

Segundo Carlos Pinto, presidente da autarquia, o corte “deve-se à crise" que Portugal atravessa, acrescentando que se torna necessário “repartir o mal pelas aldeias”.

O autarca explicou ainda que o apoio será atribuído em duas formas: “Na modalidade de subsídio e na modalidade de empréstimo, que eles [dirigentes do Sporting da Covilhã] vão contrair e nós vamos amortizar a longo prazo”.

Até Junho de 2011, os serranos recebem 90 000 euros, em prestações mensais de 7500 euros. Os restantes 90 000 euros serão para pagar o empréstimo que o Sporting da Covilhã vai tentar junto da banca.

Essa quantia será saldada em prestações trimestrais, durante quatro anos e com um período de carência de dois anos por parte da edilidade, principal patrocinador do clube.

Em declarações à Agência Lusa, António Prata, director de comunicação do Sporting da Covilhã, diz que o corte no apoio “vai pesar bastante” na gestão do clube.

“Temos de compreender e encontrar outras soluções de financiamento. Possivelmente esse será um dos assuntos a ser discutidos quando a direcção reunir”, acrescentou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.