O conselho de administração da SAD do Beira-Mar assegurou hoje que a inscrição do clube na II Liga de futebol é "lícita" apesar "da atuação em vários planos de clubes interessados no afastamento” dos aveirenses das competições profissionais.

Em comunicado, a administração de Majid Pishyar, confirmou que "a candidatura foi apresentada em tempo útil", graças ao pagamento de 90 mil euros em salários em atraso, realizado em duas transferências bancárias de 45 mil euros para o Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF).

O conselho de administração, em funções desde maio, ressalvou que o SJPF teve de ser usado como intermediário, uma vez que "era a única forma que a SAD tinha de cumprir o requisito em questão por não ter dados que lhe permitam depositar diretamente nas contas dos atletas os salários em atraso".

"Os pressupostos exigidos pela Liga de clubes estão preenchidos, a inscrição é licita como na próxima segunda-feira, dia 29 de junho, será confirmado", reitera o documento.

Na nota informativa, o conselho de administração lamentou "as mentiras constantes na praça pública" de que diz estar a ser alvo, sublinhando que "a infâmia parte de pessoas que estão perto do clube e cuja atividade profissional se relaciona com o emblema".

O elenco da SAD aveirense enalteceu ainda a ação do presidente do clube, António Cruz, "que apoiou, desde a primeira hora, o atual conselho de administração e que acompanhou de perto todo este processo, prestando toda a colaboração necessária".

A administração liderada por Pishyar acrescentou também que esta foi "uma tentativa extrema de salvar a SAD" mas que "desconhece ainda a dimensão da dívida que a gestão anterior deixou, nem a identidade de todos os credores da sociedade".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.