A primeira parte foi bem disputada, essencialmente na primeira meia hora, com o Belenenses a entrar forte no jogo e a chegar ao golo por intermédio do jovem avançado Abel Camará, que aproveitou um corte defeituoso de Marco Airosa dentro da área.

No entanto, os visitantes não se deixaram abater e foram em busca da igualdade, com Pedro Cervantes a ameaçar, antes de Rabiola fazer o golo dos avenses aos 21 minutos, numa grande penalidade a castigar falta sobre o próprio.

Os “azuis” sentiram o golo e acabaram por ficar órfãos de ideias, numa altura em que o jogo começou a entrar numa apatia, apenas contrariada por um livre de Celestino, que obrigou Hélder Godinho a aplicar-se.

A equipa do Restelo veio do intervalo mais determinada, mas as ocasiões de golo escassearam, perante um Desportivo das Aves a jogar no erro do adversário e tentando sair em contra-ataque.

Os dois guarda-redes poderiam ter passado como espectadores, numa segunda parte de fraca qualidade e em que apenas Miguel Rosa, com um excelente pontapé, proporcionou a defesa do jogo a Hélder Godinho.

Veja aqui o resumo do encontro.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.