A medida está relacionada com o processo que opunha a União de Leiria aos ribatejanos relativamente aos direitos de formação de Jorge Neves, jogador natural de Fátima e que representou o clube do Lis durante duas épocas nos juniores.

Com a liquidação dos 19 mil euros por parte do CD Fátima termina um processo entre vizinhos e que beliscou a relação entre os dois clubes.

De acordo com o líder da equipa da Liga de Honra, Luís Albuquerque, “a opção foi sempre a via do diálogo”, o que se tornou impossível devido à “intransigência do Leiria – clube, já que a SAD sempre se mostrou compreensiva”.

O CD Fátima pretendia chegar a um acordo que possibilitasse um pagamento faseado “devido ao elevado montante para um clube da sua dimensão”, algo que os leirienses nunca aceitaram.

Com o fim do impedimento de registar novos contratos, Luís Albuquerque admite que o clube irá tentar reequilibrar o plantel na reabertura do ‘mercado’ de inverno.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.