A Comissão de Gestão do Santa Clara garantiu hoje o pagamento até final da próxima semana dos salários em atraso aos jogadores da equipa açoriana da Liga de Honra em futebol e reiterou o apoio ao treinador Bruno Moura.
Numa conferência de imprensa no Estádio de São Miguel, Mário Batista, da Comissão de Gestão dos “encarnados” de Ponta Delgada, reconheceu que o clube atravessa um período de dificuldades financeiras, mas assegurou que hoje são liquidados os salário de Agosto e, na próxima semana, os de Setembro.
O “Santa Clara ainda tem pessoas que se chegam à frente”, afirmou o dirigente do Santa Clara, sublinhando que o pagamento dos salários em atraso é possível graças a “boas vontades” que permitiram obviar a dificuldades decorrentes da decisão da administração fiscal de penhorar os rendimentos do clube.
“A curto prazo pretendemos ultrapassar” os problemas financeiros com que nos deparamos e que têm a ver com uma dívida reclamada pelas Finanças, que decorre do exercício de direcções anteriores e que contestamos, disse Mário Batista.
Miguel Simas, responsável pelo sector financeiro na Comissão de Gestão, adiantou que a penhora determinada pelo Fisco obrigou o Santa Clara a perder um subsídio da Câmara de Ponta Delgada de 97 500 euros.
Ao reiterar a “confiança total” dos dirigentes do clube no treinador Bruno Moura, Mário Batista considerou haver “quem queira desestabilizar a equipa”. Apesar de um “início menos favorável”, em quatro jogos o Santa Clara apenas obteve uma vitória e um empate, o dirigente encarnado assegurou que a única equipa açoriana da Liga de Honra “luta para subir e não para evitar descer” ao terceiro escalão.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.