João Ribeiro e Alexandre Faria tomaram esta segunda-feira posse na administração da SAD do Estoril-Praia, clube da Liga de honra de futebol, em assembleia-geral que aprovou as contas de 2010/11 com um resultado líquido operacional negativo de 2,200 milhões de euros.

A saída de Nuno Esteves da Traffic Sport para a SPUNP Global tinha aberto um lugar na SAD "canarinha" e para o seu lugar entrou João Ribeiro, responsável pela empresa em Portugal e que desempenhava funções de diretor financeiro.

Alexandre Faria, por indicação do Estoril-Praia, assume as funções de Victor Neves, que recentemente alegou motivos pessoais para deixar a SAD presidida por Tiago Ribeiro.

A SAD "canarinha" viu o resultado líquido operacional negativo aumentar em sensivelmente 130 mil euros em relação ao ano anterior, cifrando-se agora nos 2.204.516 euros. Um valor que irá "obrigar" o clube a tomar novas medidas de contenção orçamental.

«Vamos respeitar os objetivos traçados no início da época. Financeiramente vamos adotar uma política de austeridade para reduzir os custos operacionais. Vamos ser rigorosos ao extremo e trabalhar na realidade de um clube de II liga. Vamos procurar melhores negociações com os fornecedores e serviços», disse Tiago Ribeiro, garantindo que a equipa de futebol não sofrerá com estas medidas e que o desejo de subir para a Liga principal se mantém intacto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.