Na quinta-feira, nem o clube serrano nem o jogador tinham ainda sido notificados. Mas o documento que confirma a ampliação da penalização de um para dois anos chegou entretanto à sede, confirmou o director de comunicação, António Prata, à agência Lusa.

Este responsável diz que Diego Navarro, lateral de 20 anos, vai conversar com o advogado para decidir se recorre ou não da decisão, enquanto o clube, segundo o director de comunicação, vai analisar a situação internamente.

“Se o jogador não estiver em condições de representar o Sporting da Covilhã, teremos de considerar todas as possibilidades, temos de estudar o problema”, respondeu António Prata, questionado sobre uma eventual rescisão.

O responsável não confirma, no entanto, que esteja agendada uma reunião para decidir o futuro do jogador. “Fomos apanhados de surpresa com essa notícia no último dia do mercado de transferências”, lamentou.

Diego Navarro foi castigado após análise antidoping positiva, num estágio de pré-época, em Agosto do ano passado, quando se encontrava ao serviço do Belenenses, clube ao qual ainda está vinculado. Dois dias depois era apresentado na Covilhã.

A penalização imposta pelo Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) foi conhecida em Março e ditava o afastamento do argentino durante um ano, mas a Autoridade Antidopagem de Portugal (ADoP) avocou o processo à FPF e decidiu esta semana aumentar a sanção para dois anos.

O controlo ao argentino revelou índices excessivos da hormona gonadotrofina coriónica.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.