Um golo no último lance do jogo garantiu hoje um ponto precioso ao Freamunde, que empatou a dois golos em Fátima, em encontro da nona jornada da Liga de Honra de futebol.

O desvio de cabeça certeiro de Marco Matias, no último segundo dos quatro minutos de compensação, acabou por repor a verdade, num jogo em que o CD Fátima foi superior na primeira parte, com os capões a dominarem no segundo tempo.

Ainda assim, a grande figura do jogo acabou por ser o árbitro Diogo Santos, cujas decisões tiveram influência directa no resultado.

Tudo começou aos 24 minutos, ao sancionar com livre directo um desarme limpo de José Coelho. Na transformação, Júnior Maranhão inaugurou o marcador, no primeiro lance ofensivo da sua equipa.

O CD Fátima não acusou o golo e no espaço de seis minutos operou a reviravolta, por intermédio de Mauro Bastos, aos 36 minutos, e Mário Rui, aos 42.

O golo de Mauro Bastos, obtido de grande penalidade, deixou muitas dúvidas, que o próprio árbitro alimentou, ao não assinalar de pronto a acção faltosa de Hélder Sousa sobre Kata.

A perder, Nicolau Vaqueiro operou uma autêntica revolução no reatamento, com as entradas de Pedro Henrique e João Rodrigues, passando a defender apenas com três unidades.

O Freamunde ganhou balanceamento ofensivo, perante um CD Fátima cada vez mais retraído na defesa da vantagem.

Aos 64 minutos, num dos muitos lances de ataque da sua equipa, Marco Matias foi tocado dentro da grande área ribatejana, contudo, Diogo Santos transformou o lance em livre directo, acumulando mais um erro numa arbitragem plena de casos.

O prémio para o Freamunde acabaria por surgir já quando poucos acreditavam, através de um pontapé de canto, com Tó Figueira a dar um primeiro desvio e Marco Matias a consumar o golo.

Com este resultado, o CD Fátima, em dia de estreia do técnico João Sousa, continua nos lugares de descida, somando oito pontos, os mesmos do Freamunde.

Jogo no Estádio Municipal de Fátima.

Fátima – Freamunde, 2-2
Ao intervalo: 2-1.

Marcadores:
0-1, Júnior Maranhão, 24 minutos.
1-1, Mauro Bastos, 36 (grande penalidade).
2-1, Mário Rui, 42.
2-2, Marco Matias, 90+4

Equipas:
- Fátima: Filipe Leão, Bruno Mestre, Veríssimo, Pina, João Pereira, Jorge Neves, Kata (Rui Baião, 70), José Coelho (Nuno Sousa, 75), Yartey (Edson Cruz, 65), Mauro Bastos e Mário Rui.
(Suplentes: Hugo Pinheiro, Edson Cruz, Rafael Costa, Rui Baião, Moreira, Evandro Brandão e Nuno Sousa).
- Freamunde: Tó Figueira, Raviola, Luís Pedro, Sérgio Nunes (Marcelo, 74), Serginho (Pedro Henrique, 46), Hélder Sousa, Júnior Maranhão, Maciel (João Rodrigues, 46), Luiz Carlos, Marco Matias e Bock.
(Suplentes: Douglas, Ostalaza, Tarcísio, Alonso, João Rodrigues, Pedro Henrique e Marcelo).

Árbitro: Diogo Santos (Aveiro).
Acção disciplinar: cartão amarelo para José Coelho (23), Hélder Sousa (35), Yartey (48), Luís Pedro (50), Sérgio Nunes (56), Marco Matias (64), Filipe Leão (80) e Mário Rui (84)
Assistência: Cerca de 600 espectadores.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.